5 erros comuns em entrevistas para Product Manager

Escrito por Marcos Sei (Product Manager & Growth na SkillHub e aluno PM3) 

Resumo: Entrevistas para Product Managers podem ser de inspiradoras, até uma zona cinza no qual o(a) candidato(a) pode sair delas sem entender muito bem onde foi mal - no caso de uma negativa. Resolvemos escrever este conteúdo para te ajudar a chegar melhor preparado(a) para um próximo processo seletivo para Produto.

O mercado de Produto no Brasil vem crescendo exponencialmente nos últimos anos,com diversas vagas abertas tanto em startups, como em grande empresas - aliás,  se pegarmos o Google Trends, a busca por “Product Managers” mais do que dobrou nos últimos 4 anos.

Munido de um leque de qualidades e habilidades, a necessidade de ter dentro de casa este perfil profissional tão versátil é enorme, pois ele(ela) é quem vai conseguir conectar as necessidades dos usuários, com a estratégia e objetivo de negócio. 

Para suprir essa demanda, o curso de Product Manager da PM3 vem capacitando profissionais de outras áreas para transitarem suas carreiras e se tornarem Product Managers sólidos.

Mas se capacitar como um PM não é o bastante. Muitos profissionais incríveis, de diversas áreas, têm dificuldade de se destacarem em entrevistas de emprego e acabam não conseguindo mostrar toda sua capacidade. 

Nesse post, vamos trazer os 5 principais erros cometidos em entrevistas para Product Manager. Depois dele, nós esperamos que você consiga ser bem sucedido(a) no próximo processo seletivo que for participar.

1. Não saber contar a própria história 

Esse é o primeiro grande erro cometido por PMs, pois muitas vezes, a primeira pergunta que irá responder em uma entrevista de emprego será sobre sua história. 

Storytelling é um dos Skills essenciais para um Gestor de Produtos, sendo assim, é esperado que você conte sua história com maestria.

PMs sabem contar a mesma história de diferentes ângulos, dependendo do ouvinte. Use isso a seu favor, focando nos pontos que fazem mais sentido para aquela empresa. 

Por exemplo, caso a empresa trabalhe com mobile, foque nos desafios que você teve nesse sentido, caso seja uma vaga de Growth, você pode abordar os desafios que envolveram marketing ou otimização, e assim por diante. Nesta parte, entrevistadores adoram saber quais projetos você se envolveu, que levou a empresa do ponto A ao ponto B.

Conseguir o primeiro emprego como PM pode ser um desafio, mas quanto melhor você souber sintetizar as suas experiências passadas em aprendizados relevantes para o seu futuro em Produto, mais fácil ficará. 

Uma dica é contar a sua história várias vezes para amigos ou até na frente do espelho. Comece com o porqu|e da sua história, os desafios que encontrou no início, como se desenvolveu pelo meio e uma conclusão matadora contando os erros e acertos que te levaram ao sucesso ou insucesso de uma iniciativa.

2. Não pesquisar sobre a empresa

Possivelmente, depois de você contar sua história, será perguntado sobre o que conhece da empresa. 

Pesquisar sobre a empresa é uma dica clássica que você encontrará em qualquer artigo sobre entrevistas, mas para outros cargos, essa pesquisa geralmente se refere a história da empresa, missão, visão, valores, e até seus produtos, mas de forma mais macro.

Para Gestores de Produto, o jogo muda. Você deve ter o máximo de conhecimento de 3 pontos: 

Mercado - qual é o mercado que a empresa atua? Quais são seus concorrentes diretos e indiretos? Como está distribuído a receita gerada nesse mercado? 

Modelo de negócio -  a empresa é um SAAS? Marketplace? Basicamente aqui você tem que fazer o um esforço para entender como a conta fecha no final do mês e a empresa ganha dinheiro

Produto - não poderia ficar de fora. A empresa tem um produto B2B ou B2C? Mobile ou Web? Self-Service ou High touch? Se for possível, use o produto, se não for, faça benchmarks com outros produtos que possam te ensinar algo. 

Não se desespere, é impossível você entender realmente como a empresa funciona sem estar nela. A boa notícia é que quem está te entrevistando, também sabe disso. De qualquer forma, faça o seu melhor. 

Uma dica boa aqui é: use ferramentas para entender mais sobre a empresa e seus concorrentes. Abaixo uma lista de tools que podem te ajudar neste processo de pesquisa.

Similarweb - para fazer análise comparativa, entender origens de tráfego, ver o histórico de crescimento da empresa (no volume de usuários) e até ver algumas campanhas de mídia paga, caso a empresa tenha feito publicidade por aí.

Google Trends - busque pelo nome da empresa e dos concorrentes, além de outras palavras-chave que circundam este mercado. Faça isso com os concorrentes também e compare a empresa e com outros players.

App Stores - se a empresa tiver aplicativos nas app stores, vá direto nos reviews da empresa e dos concorrentes. Busque tudo que conseguir sobre o que os usuários estão falando da empresa e de seus concorrentes.

3. Não refletir sobre as perguntas clássicas

Convenhamos, não importa o quão inovadora a empresa decida ser no processo seletivo, alguma pergunta clássica para PMs será feita. 

Isso não acontece por coincidência, essas perguntas são realmente estratégicas para a empresa conhecer o background do funcionário e conhecê-lo a fundo.

Não vou me delongar muito nesse tópico pois aqui no blog da PM3 já temos um post sobre as principais perguntas de um processo seletivo de produto

Tenha minimamente uma resposta pronta para cada uma delas, mas lembre-se que provavelmente a empresa terá uma pergunta coringa, a qual apenas eles fazem. O importante aqui é não se desesperar, não tenha medo de pedir um minuto para pensar na resposta. 

A dica aqui é: estas perguntas geralmente tem um perfil estratégico. Antes de responder qualquer solução, pergunte o porquê. Pense no macro, pense nos usuários e o que os motivariam. Aqui vale muito saber contar uma história consistente.

4. Não perguntar ao fim da entrevista

Esse é outro ponto clássico em qualquer processo seletivo, a empresa espera que você faça perguntas ao fim da entrevista (ou até do meio, dependendo do andar da carruagem). 

Para PMs, não é diferente, mas aqui a dica é usar esse momento de forma estratégica. Pense bem, o(a) entrevistador dedicou aquele tempo pra você. Se você fez o dever de casa, já tenha anotado as perguntas certas para fazer.

Lembra do que comentamos no segundo tópico, que você provavelmente não vá achar todas as respostas sobre a empresa? Aproveite esse momento para tirar estas dúvidas.

Muito provavelmente serão perguntas profundas sobre o Produto, mercado e modelo de negócio e te ajudarão nos próximos passos do processo seletivo, principalmente se for existir um Desafio para resolver. 

Perguntar mostra que você tem interesse real por aquela vaga e é uma pessoa curiosa, além de muitas vezes, servir de critério de desempate. 

A dica aqui é: perguntas sempre estratégicas. Quando você pesquisa o mercado no qual a empresa está inserida, você tem que imaginar quais outros mercados adjacentes ela pode estar interessada em expandir, por exemplo.

5. Quando proposto um desafio, pular direto para solução 

Hoje há várias empresas que aplicam o famoso ”case de Produto” durante seus processos seletivos. Estes cases geralmente você vai ter um tempo para desenvolver em casa e depois apresentar para membros do seu time e outras lideranças da empresa.  

O mais importante aqui é entender que, não importa o quão brilhante você seja, muito provavelmente não trará uma ideia nunca antes pensada pela empresa.

O motivo disso é que os PMs que estão dentro da empresa entendem muito melhor dos desafios enfrentados, os objetivos da empresa e os trade-offs que cada idéias pode acarretar. 

Portanto, o objetivo aqui não é trazer uma solução fora da caixa para o desafio.

O que a empresa quer analisar é a sua linha de raciocínio, até chegar na sua hipótese de solução para o desafio proposto.

Sendo assim, quando for apresentar o seu Case, foque muito mais no processo, nas hipótese levantadas e descartadas e nas justificativas que embasam a hipótese escolhida do que na solução em si. 

A dica daqui é: não se esqueça de fazer um devido Product Discovery nesta etapa. Converse com clientes reais da empresa, desenvolva formulários e peça para a comunidade responder. Busque dados para embasar o seu raciocínio.

Bônus

Se preparar para uma entrevista é um grande desafio, mas que todos temos que passar. Para isso, separei alguns outros conteúdos muito bons para te ajudar: 

PM3 talks 2 - entrevistas de Product Manager 

PM3 talks 3 - Processos seletivos para Produto

Udacity - Product Manager interview Preparation (FREE)

Espero que estes artigo seja relevante na sua jornada. Caso ele te ajude de alguma forma, comente ou compartilhe no linkedin para que eu fique sabendo.

Que tal conhecer mais sobre a gestão de produtos digitais?

Se quer se tornar um Product Manager mais preparado(a) para enfrentar o mercado, baixe a ementa do curso referência em produto no país e aprenda com 17 instrutores de empresas como OLX, Nubank, Booking.com, iFood, Creditas, Grupo ZAP, entre outras grandes Tech companies brasileiras. 

 

Mais conteúdos para te ajudar a ser um(a) PM melhor:
 
Ver todos os conteúdos do blog

Torne-se um PM completo(a)!

Faça como os mais de 2.500 alumni, estude nos cursos que são referência na educação em Product Management no país, e eleve a barra em Produto!

Close