Como conseguir uma vaga de Product Manager no Nubank

Antes de buscar uma vaga na empresa dos sonhos, é muito importante que o profissional busque a maior quantidade de informações sobre ela. Por isso, nós reunimos neste conteúdo muitos dados sobre o Nubank, um dos unicórnios brasileiros. 

Na Cursos PM3 nós temos o privilégio de ter instrutores que estão fazendo acontecer em grandes empresas de tecnologia do país, como é o caso do Pedro Axelrud, Head of Product no Nubank, que dá uma aula incrível no módulo 6 do Curso de Product Management, com “6.2 - Erros e acertos mais comuns” e “6.3 - Estabelecendo uma cultura forte de produto”.

Como aqui na PM3 nós não brincamos em serviço, também temos o instrutor Lucas Terra, Design Lead no Nubank, dando a aula “2.1 - Definindo o Target Customer” no Curso de Product Discovery. Tudo isso para que você, aluno (ou futuro aluno!) da PM3, seja um profissional completamente preparado para o mercado, aprendendo com os melhores!

Além disso, na comunidade exclusiva de alunos da PM3 (nosso Slack) temos diversas oportunidades de emprego, inclusive postadas pelos próprios profissionais que atuam nas empresas contratantes. É um ótimo lugar para fazer networking e trocar experiências. Quem sabe você consegue uma ajudinha para conseguir aquele seu emprego dos sonhos?

Sem mais delongas, vamos lá te ajudar a conseguir uma vaga de Product Manager no Nubank!

Nubank é a empresa de tecnologia mais inovadora da América Latina. Eles desenvolvem produtos financeiros voltados à uma ótima experiência do usuário. Com mais de 25 milhões de clientes e US$ 820 milhões arrecadados em rodadas de investimento, é o banco digital de crescimento mais rápido do mundo, com escritórios no Brasil, Alemanha, México e Argentina.

Como missão da empresa, eles querem que os usuários os amem fanaticamente. Apostando em produtos que resolvem as dores dos clientes, um ótimo atendimento e experiências transparentes, eles desejam enfrentar a complexidade do sistema bancário tradicional, um dos mercados mais burocráticos do mundo. 

Nubank é vencedor do prêmio “Melhores Lugares para Trabalhar”, nos seguintes anos:
  • 2017 (terceiro lugar)
  • 2019 (vigésimo-terceiro lugar)
  • 2020 (décimo lugar)

Visão geral do cargo:

O salário de Product Manager no Nubank é em média: R$ 12.283/mês (fonte: Glassdoor, outubro de 2020).

Localização:
  • São Paulo, Brasil
  • Buenos Aires, Argentina
  • Mexico City, México
  • Berlim, Alemanha
Principais benefícios:
  • Plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida
  • Vale refeição
  • Vale transporte
  • 30 dias de férias pagas
  • Desconto em estacionamentos
  • Bicicletário com duchas gratuitas
  • NuCare - assistência psicológica e de bem-estar
  • NuLanguage - assistência para aprender novos idiomas
  • Gympass - programa de academias
  • Licença maternidade e paternidade extendidas
  • Auxílio-creche
  • 'Espaço Feijão' - áreas privadas para amamentação dentro da empresa
  • Onsite Health Center - auxílio médico dentro da empresa para todos os funcionários.

Cultura corporativa

Segundo o site de carreiras da Nubank, eles consideram ter 4 pilares essenciais:

  • Tecnologia: desenvolvendo sua própria tecnologia explorando linguagens funcionais e projetos open source
  • Design: questionam a complexidade de serviços financeiros oferecendo sempre a melhor experiência
  • Data Science: testam ideias e aprendem rápido, usando modelos e tomando decisões com base em dados
  • Customer Experience: facilitam a vida do cliente ao máximo, oferecendo tudo que está ao alcance. Tomam os problemas do cliente para si

“Somos uma organização leve em processos que valoriza as interações humanas. Adoramos trabalhar em equipes independentes que parecem pequenas startups dentro da empresa. Entendemos que a execução é a chave para o sucesso e otimizar processos para remover gargalos no negócio é essencial.”

Por ser uma empresa global, com profissionais de diversas nações (sim, você irá trabalhar com pessoas do mundo todo!) e escritórios em diversos lugares do planeta, é imprescindível ter inglês fluente para trabalhar no Nubank.

Além disso, a Nubank foca na diversidade e inclusão. “Estamos orgulhosos em dizem que 30% do nosso time se considera parte da comunidade LGBTQ+ e 40% do nosso time se identifica mulher, em todas os cargos e níveis de senioridade.”

Para te dar uma ideia mais visual de como é a experiência de trabalhar no Nubank como Product Manager, eles desenvolveram um vídeo e adicionaram no canal deles no Youtube. Você pode conferir o vídeo aqui embaixo:

Processo seletivo para Produto na Nubank

Conversamos com alguns alunos que estudam com a gente e trabalham no Nubank, para saber como é de fato o processo seletivo por lá. Segundo eles, no Nubank, não existe uma seleção padronizada. Cada área pode ter um processo seletivo diferente. Mas, no geral, ele segue a seguinte ordem:

1. Inscrição e primeira conversa

Essa etapa constitui a inscrição online na página de vagas da empresa. De todas as inscrições, eles selecionam a que tem mais afinidade com a vaga e fazem o primeiro contato por telefone ou conferência.

Segundo o próprio blog post da Nubank: “A ideia é ser somente um bate-papo para que a gente possa te conhecer melhor, saber sobre suas experiências profissionais anteriores, etc.”

2. Avaliação técnica

O objetivo é avaliar a capacidade técnicas e comportamentais, o business sense e também a forma como o candidato reagiria a situações do dia a dia – acreditamos muito no valor dessa avaliação e a maioria dos processos do Nubank passa por ela.

Um tipo de dinâmica bastante comum no mercado é o case-interview. Um problema para os candidatos resolverem. O Nubank tem um blog post dedicado aos cases de entrevistas deles, que pode te ajudar e muito a entender esta parte do processo.

Exemplo de case: “Você é manager em uma startup que vende comida saudável por delivery online. Hoje, você vende porções individualmente. A sua estratégia não está funcionando tão bem e vocês estão perdendo dinheiro. Você está considerando oferecer um serviço de assinatura onde os clientes pagariam anualmente e receberiam várias porções ao longo de todo ano.”

Pergunta 1: Quais dados ou quais pontos você gostaria de analisar para decidir se essa ideia seria viável ou não?

Exemplo de resposta: Candidata : “Para tomar essa decisão, eu tentaria responder outras duas grandes perguntas. É financeiramente viável? É possível de ser feito? Em um cenário onde essa duas respostas são positivas, seria um bom indicativo para iniciar nossa nova tática. A pergunta “é financeiramente viável” poderia ser respondida tentando entender os clientes, o tamanho do mercado e possível crescimento deste tipo de demanda. Os competidores… Bem, se tivermos muitos competidores grandes nesse setor, eu refletiria se conseguiríamos bater de frente. Também levaria em conta a canibalização do nosso produto atual, uma vez que os clientes podem migrar para esse plano. Gostaria de deixar o adendo: o fato de entendermos uma demanda até o fim do ano facilita nosso controle de estoque, sobras e mesmo a logística de entrega. Acredito que é possível ser feito, mas a decisão tem mais a ver com se a gente consegue lidar com essa mudança para o novo produto. Conseguiríamos manter a qualidade da comida e entrega? Conseguimos lidar com uma possível variação de demanda?” 

Dicas:

  • Entenda a pergunta: Atenção ao enunciado e ao pedido que ele faz.
  • Entenda o objetivo da pergunta: Qual o problema, qual o desafio real do case?
  • Segmente sua resposta: Existe uma maneira simples e completa de mostrar meu raciocínio?


Não existe um único framework que funcione para todos os problemas.


Pergunta 2. Imagine que você implementou essa mudança (modelo de assinatura de comida) . Como você traçaria um plano para saber se está valendo a pena?

Uma boa forma de planejar a resposta é destacar todas as variáveis que precisam ser levadas em conta: fatores financeiros e fatores não financeiros.


Pergunta 3. “Você chegou a falar um pouco sobre fatores financeiros e queremos descobrir o número de assinaturas o necessárias para atingir o breakeven. Como podemos fazer isso?”

Nesse momento, o que será avaliado no candidato é a facilidade com números e com estruturação de problemas. Alguns candidatos hesitam antes de partir para as contas, mas é exatamente isso o que é esperado das pessoas: que elas façam as contas.

Uma boa prática para se conectar melhor com o entrevistador durante essa parte numérica é compartilhar com ele como você vai abordar o problema e as contas que irá fazer para chegar ao resultado.


Pergunta 4. “Você lançou o produto e eventualmente não conseguiu o número de clientes esperado nos primeiros meses – ou seja, o próprio custo por cliente está subindo. Quais seriam possíveis saídas para essa situação, dado que redução de custo não é uma opção”.

O objetivo aqui é sentir se o candidato tem noções básicas de negócios e entende que esse tipo de decisão envolve centenas de fatores.

Em muitas etapas do case, não existe necessariamente uma resposta certa. A lógica, o raciocínio e a capacidade de estruturar os problemas são muito mais importantes, bem como a forma de articular os pontos levantados.

Essa avaliação também pode acontecer mais de uma vez, de formas diferentes. Normalmente, podem acrescentar ou excluir etapas do processo seletivo de acordo com dúvidas que ainda tem.

Passadas as avaliações técnicas, eles selecionam os candidatos com base no desempenho para seguir para a próxima e última etapa: as entrevistas finais.

 

3. Entrevistas finais

Os candidatos que chegam até aqui estão perto do final do processo seletivo. Nesse último momento, eles conversam com outros integrantes dos times e squads e com membros de outras áreas do Nubank, que podem trazer um olhar diferente sobre o desempenho do candidato.

É a partir dessas conversas que os responsáveis pela seleção da vaga batem o martelo sobre quem será contratado.”

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a entender melhor o processo seletivo do Nubank e facilitado sua jornada. A empresa é muito aberta quanto ao seu processo seletivo e possui diversos blog posts sobre o assunto. É interessante que você tenha esses conhecimentos antes do processo seletivo, assim, você terá grandes chances de conseguir a vaga.

Boa sorte!


Quer sair na frente em qualquer processo seletivo de Produto?

Segundo relatos dos nossos próprios alunos, o Curso de Product Management da PM3 traz mais segurança na hora de se candidatar para uma vaga em Produto. Você realmente sai na frente em qualquer processo seletivo quando:

  • Tem um certificado de peso, reconhecido como referência nacional da área, pedido em várias vagas como pré requisito e diferencial competitivo;
  • Aprende com os melhores profissionais do mercado, incluindo instrutores do próprio Nubank (Pedro Axelrud, Head of Product, instrutor no Curso de Product Management e Lucas Terra, Design Lead, instrutor no Curso de Product Discovery);
  • Tem cases reais das maiores empresas de tecnologia nacionais como Loggi, OLX Brasil, Booking.com, iFood, Creditas, Grupo ZAP, entre outras. Assim, te dando propriedade e contexto brasileiro de mercado;
  • Anota e estuda tudo no seu próprio tempo e lugar, em +40 horas de conteúdo rico,;
  • Tem um material selecionado e aprofundado para estudar, 100% online;
  • Tem uma comunidade de +2500 alunos e instrutores para tirar dúvidas, achar vagas e fazer networking.

Para conseguir uma vaga de Produto no Nubank, nada melhor do que estudar com os próprios profissionais da empresa, né? Confira a ementa do curso de Product Management e eleve a barra em Produto com a gente!

Mais conteúdos para te ajudar a ser um(a) PM melhor:
Ver todos os conteúdos do blog

Seja especiaista em Produto!

Faça como os mais de 3.000 alumni. Estude nos cursos que são referência na educação em Product Management no país e eleve a barra em Produto!

Close