Como criar um time de produto de alta performance?

Por Bruno Coutinho

Este conteúdo foi inspirado na palestra do Alexandre Spengler “10 dicas para criar um time de PMs de alta performance” no Product Camp em 2018, na época que ele ainda trabalhava na Resultados Digitais. Embora este conteúdo tenha quase 2 anos, o tema é extremamente relevante e merece uma atenção extra.

Para acessar a esta e mais outras palestras do Product Camp é só clicar neste link.

Antes de mais nada, vale ressaltar que esta palestra teve muito enfoque na liderança e desenvolvimento dos times de produto, mostrando como Product Managers podem dar um próximo passo para alcançar uma senioridade definida no sucesso dos times que ele irá liderar.

Isso vai ficar claro nos 5 pontos abaixo, quando a PM se torna uma líder de times de produto e não apenas uma PM responsável por um resultado singular dentro do produto. 

Estes pontos podem ser divididos em:

  1. Estratégia - Você está vendo a estratégia da empresa de um segundo nível e ajudando a orquestrar os times;
  2. Priorização - Não pode haver conflito de prioridades entre os times que você gerencia e sim tudo conectado à estratégia principal;
  3. Edição - Você deixa de criar o produto em si, para editar a formatação dos times e como eles se conectam;
  4. Execução - Aqui não mais executar no dia a dia ali com o time e sim pensar na estratégia como um todo e como chegar no objetivo principal;
  5. Coaching - Como desenvolver e direcionar bem os PMs para que todos os outros pontos acima ganham uma condução natural e suave para o desenvolvimento do produto. Como diz o Spengler neste ponto “Foco em desenvolver pessoas”.

Vamos às principais dicas, desta palestra, para desenvolver um time de produto de alta performance.

#1 - 1on 1s

Aqui são conversas diretas entre líderes e liderados que devem acontecer com a periodicidade que depende de caso a caso. Se há PMs com projetos mais delicados, o Spengler recomenda encontros semanais; caso sejam PMs que você já confia mais no trabalho ou já estão mais alinhados, a cadência pode ser quinzenal. 

A ideia é o líder e o liderado passarem um tempo definindo os caminhos que o PM deve percorrer para melhorar, seja estratégia, desenvolvimento de carreira ou formas de fazer o time render mais. O líder deve dar o melhor direcionamento para tirar cada vez melhor do seu time.

#2 - Performance review

Spengler diz que preza por uma análise anual do PM, na qual leva em consideração três pontos: Resultado, comportamento e influência. O resultado está ligado à métrica de negócio que aquele PM está responsável; Comportamento, aqui está ligado no que o PM externaliza no dia a dia, do ownership dos projetos ao accountability de cada ação, o Pm deve ser avaliado, levando em consideração a cultura da empresa e o que o líder espera dele(a); Influência, este é o ponto que oscila bastante entre PMs mais juniors, mas aqui conta tanto a influência técnica (melhorar o processo do dia a dia), como estratégico (do que ela está montando está impactando a empresa como um todo).

#3 - Avaliação 360

Nesta terceira dica, o Spengler valoriza 1- reunião em grupo (ter todos os PMs dando feedback sobre os parceiros PMs) e 2- questionário, no qual há um questionário sobre a PM que está sendo avaliada, para que pessoas que trabalham com ela no dia a dia, consigam dar feedbacks sobre esta profissional (mais detalhes sobre o que há nestes questionários, você pode assistir na palestra).

Gráfico gerado da avaliação 360

#4 - Passar desafios maiores e incentivos na medida certa

O processo de evolução do ser humano está ligado às situações nas quais ele é colocado, no caso do desenvolvimento de um PM a premissa se mantém. Sendo assim, dar os desafios certos para que aquela PM se desenvolva cada vez mais é a forma de acompanhar a evolução do seu time e assim gerar mais resultados pro negócio.

A melhor maneira de avaliar isso é olhar para um gráfico da jornada da carreira do PM para a relação de impacto x escopo:

#5 - Objetivos e contexto claros

Spengler dá um exemplo interessante do RD Station, para esta dica. Para fazer PMs evoluírem é muito importante o líder informar qual é o objetivo para aquele ano/semestre (e explicar o contexto) de forma clara. Se a empresa quer reduzir a quantidade de profissionais de suporte ao cliente, as soluções desenvolvidas pelos PMs será uma; caso o objetivo seja aumentar a quantidade de profissionais de atendimento, as soluções serão totalmente diferentes.

É muito importante que os times enxerguem de forma clara o objetivo e o contexto pelo qual a empresa está vivendo, para que consigam chegar de forma mais clara e assertiva nas soluções.

Se você está buscando evoluir como Product Manager ou até mesmo a ser um líder de PMs mais assertivo, recomendo assistir toda a palestra do Spengler.

A Cursos PM3, como patrocinadora oficial do Product Camp, gravou todas as palestras da edição de 2018 e disponibilizou pra comunidade.

Tudo online e grátis. 🎥 São mais de 16 horas de conteúdo sobre UX, Produto e Growth de profissionais de grandes empresas como: OLX, Nubank, Gympass, GetNinjas, Neon e muito mais! É só clicar e começar a assistir, sem sair de casa.

Ver todos os conteúdos do blog

Torne-se um PM completo(a)!

Faça como nossos mais de 2.000 alunos, estude no curso que é referência na educação em Product Management no país e eleve a barra em produto!

Close