Inovação incremental: o que é e como usá-la em empresas - PM3
Jéssica Moraes

Jéssica Moraes

8 minutos de leitura

Panorama do Mercado de Produto

Inovação incremental, o que isso significa no mundo dos negócios? A inovação é um elemento essencial para empreendedores. Afinal, é preciso encontrar estratégias eficientes para fidelizar clientes e, mais do que isso, manter seu produto ou serviço competitivo.

No entanto, há várias formas de inovação, por exemplo, radical, disruptiva e aberta. Mas o melhor de tudo é que a inovação incremental é mais simples e barata se comparada às outras formas.

Neste artigo, você aprenderá como implementar a inovação incremental na sua empresa, com exemplos práticos e conhecendo os benefícios. Boa leitura!

O que é inovação incremental?

A inovação incremental é uma inovação baseada em melhorias graduais e contínuas de produtos, processos ou serviços. Logo, não se trata de criar algo do zero, pelo contrário. Refere-se a fazer pequenas melhorias ou modificações em algo já existente. 

Por isso, acaba sendo mais simples e barata. No entanto, é preciso tomar cuidado e ter consciência de que o impacto é gradual. Por ser um processo evolutivo, acontece a partir de feedbacks de clientes e na otimização de determinados aspectos, como eficiência, qualidade, custo ou funcionalidade.

Outro ponto positivo é que a inovação incremental, se comparada a outras formas de inovação (radical, disruptiva ou aberta), é mais segura e menos arriscada. No próximo tópico, explicaremos quais são os outros modelos de inovação.

Diferença entre inovação disruptiva, radical e aberta

Embora a inovação incremental seja uma das formas mais seguras e econômicas, não é a única. Existem também as inovações disruptiva, radical e aberta, todas conceituadas pelo economista austríaco Joseph Schumpeter. Entenda!

Inovação radical

A inovação radical, ao contrário da incremental, envolve a criação de um produto ou serviço completamente novo e revolucionário. É algo que pode romper com o status quo.

Trata-se de uma missão desafiadora. Isso significa uma mudança significativa para a tecnologia ou mercado atual. Além disso, pode ser incerta em termos de aceitação pelo público.

Um bom exemplo de inovação radical são os smartphones, que não servem apenas para conversas telefônicas. Hoje em dia, eles tiram fotos, filmam e permitem assistir TV.

Inovação disruptiva

A inovação disruptiva é a inserção de um determinado produto, serviço ou tecnologia que, em um primeiro momento, atende às necessidades de um nicho de mercado.

Possui grandes chances de desafiar e substituir os produtos ou serviços existentes, mesmo sendo inicialmente visto como menos capaz.

Inovação aberta (open innovation)

A inovação aberta, ou open innovation, é um modelo de gestão empresarial. O objetivo é proporcionar um desenvolvimento disruptivo na empresa, descentralizando a mentalidade inovadora.

A inovação pode surgir com a formação de parcerias externas, seja com pessoas ou organizações, que trazem novos conhecimentos.

Parte-se, inclusive, do princípio de que a empresa sozinha não detém todo o conhecimento do mundo. Unindo forças, é possível desenvolver soluções, seguir tendências ou se reinventar.

Benefícios para empresas

Agora que conhece o tema, descubra os benefícios da inovação incremental.

Diferencial competitivo

As constantes melhorias permitem que as empresas mantenham suas ofertas relevantes e dentro dos parâmetros do mercado. Logo, é possível esperar que tenham maior competitividade diante de uma concorrência tão acirrada.

Fidelização de clientes

A inovação incremental é também um meio eficaz para garantir a fidelização dos clientes, sendo que muitas melhorias são fruto de seus feedbacks.

O primeiro passo é adotar uma escuta ativa, saber ouvir o que o cliente tem a dizer, seja positivo ou negativo. Depois, estar atento às suas necessidades e desejos para continuar proporcionando a melhor experiência possível.

Menos riscos

De todos os conceitos de inovação, sem dúvida, a incremental é a que oferece menos riscos. Afinal, trata-se da melhoria de algo já existente.

Isso significa que a maior parte das características negativas e positivas do produto ou serviço já estão mapeadas.

Maior fonte de receita

A grande verdade é que um produto ou serviço já testado acaba sendo mais relevante para o consumidor. Por isso, muitos optam por adquirir atualizações em vez de investir em algo novo.

Assim, com a preferência do consumidor, a empresa terá uma fonte de renda mais segura e, com o tempo, pode investir em novos recursos e pesquisas para apostar em inovações radicais ou disruptivas.

Exemplos de sucesso da implementação da inovação incremental

Por representar uma versão mais contínua de alterações, a inovação incremental é uma das mais usadas por empresas de diversos portes e segmentos. Confira alguns cases de sucesso!

Apple

A Apple é uma das empresas que investe constantemente na evolução de seus produtos, desde aparelhos celulares até computadores.

A cada nova versão, a Apple aprimora seus dispositivos. Os clientes usufruem de uma experiência marcante e funcional, tornando-se fãs da marca.

Instagram

Se você é usuário do Instagram, certamente acompanha suas constantes atualizações. Quando um concorrente faz um lançamento, o Instagram incorpora e, assim, ganha a preferência do público.

No início, era apenas um espaço para compartilhar fotos. Hoje, funciona como um canal de notícias e conteúdos instantâneos.

Google

Outra empresa que costuma realizar inovação incremental é o Google. Os usuários reconhecem suas melhorias recorrentes nos produtos.

Coca-Cola

Você se lembra de quando a Coca-Cola surgiu no mercado com sua versão original? Tempos depois, lançou outros tipos e sabores, mantendo-se relevante para os consumidores.

Estratégias eficazes de implementação 

O primeiro passo para implementar a inovação incremental é contar com as pessoas envolvidas no processo, além de torná-la parte da cultura empresarial. Esse é o caminho para que a inovação seja constante e relevante.

É fundamental compreender a necessidade de trazer novas tecnologias e aprimoramentos, oferecendo serviços e produtos cada vez melhores. 

Até que o processo de transformação se torne natural na empresa, algumas medidas podem ser adotadas. Confira!

Apoie novas ideias

Que tal incentivar os colaboradores a compartilharem suas ideias? Dê liberdade para que sejam criativos e autênticos.

Estude melhorias

Quais foram as sugestões deixadas pelos clientes, colaboradores, ou suas próprias percepções sobre o produto ou serviço?

O ideal é estudar continuamente a possibilidade de melhorias. Se você trabalha em equipe, eles devem participar do processo.

Crie estruturas e ações possíveis

Não deixe de criar planejamentos bem estruturados e, claro, planos de ação que possam ser realizados. Estes planos devem ser mensuráveis e transparentes.

Avalie o que deu certo ou não

Os processos usados constantemente devem ser avaliados, levando em consideração o que deu certo ou não.

Faça diversos testes

Será que um produto ou serviço alcançará um nível de excelência? Possivelmente, não! Até porque as preferências, necessidades e tecnologias se renovam.

Não abra mão dos testes, sejam para novas ideias ou para atingir os resultados dentro do esperado.

O papel da capacitação

A inovação incremental é caracterizada por melhorias contínuas em produtos, processos ou serviços já existentes, certo? Nesse cenário, a capacitação dos colaboradores se torna um aliado para impulsionar esse tipo de inovação. Saiba mais!

Desenvolvimento de habilidades

Por meio de treinamentos, workshops e outras iniciativas de capacitação, os colaboradores podem adquirir novas habilidades e conhecimentos.

Na prática, aprendem a identificar oportunidades de melhorias, solucionar problemas de forma criativa e implementar novas ideias com mais eficiência.

Cultura de inovação

Uma cultura que valoriza a aprendizagem, a experimentação e a colaboração é essencial para estimular a inovação incremental.

A capacitação promove essa cultura, estimulando os colaboradores a gerar e implementar ideias inovadoras.

Engajamento dos colaboradores

Pode ter certeza de que colaboradores capacitados e valorizados contribuem significativamente para o sucesso da empresa. Além disso, facilitam o processo de inovação incremental.

Visão estratégica

A capacitação pode ajudar os colaboradores a desenvolver uma visão mais estratégica do negócio. Dessa forma, eles terão maior capacidade para identificar oportunidades de inovação alinhadas aos objetivos da empresa.

Adaptabilidade

Quem não se adapta terá dificuldade em acompanhar as constantes transformações do mercado. A capacitação contribui para o desenvolvimento dessa habilidade, preparando os colaboradores para lidar com novos desafios e oportunidades.

Deu para perceber o quanto investir na capacitação dos colaboradores é uma estratégia inteligente para impulsionar a inovação incremental? Este conceito, vale reforçar, promove agilidade e eficiência nas transformações. Considere essa estratégia!

Se você gostou deste conteúdo, vai se interessar pelo PM3 para Empresas! São três modalidades de curso, Formações, Sprints e Booster, para impulsionar sua empresa e preparar sua equipe para a inovação. 
Conheça o PM3 para empresas e fale com um de nossos especialistas para tirar todas as suas dúvidas!