O que é "Pivotar"

Negócios

Pivotar é um verbo que vem da palavra em inglês “pivot” (girar em torno do próprio eixo). No universo das empresas e startups, o termo tem o sentido de mudar o direcionamento do negócio com o objetivo de manter a organização sustentável.

Na prática, pivotar é uma estratégia adotada para garantir a sobrevivência de um negócio em uma situação desafiadora ou diante de uma nova oportunidade de crescimento.

Como usar o termo "Pivotar" na prática

Não há uma fórmula mágica para pivotar um negócio, mas algumas estratégias podem ajudar nesse sentido, como: 

  • Saber o momento de pivotar (para isso, considere os motivos de querer pivotar, o momento do negócio e as condições atuais para realizar o processo);
  • Entender os clientes e avaliar a necessidade de mudar a direção da empresa a partir das descobertas;
  • Fazer uma autoanálise do próprio negócio para avaliar se a empresa está alinhada com o propósito, se atende às necessidade do público e às demandas do segmento (para isso, é importante analisar a concorrência e identificar as forças e fraquezas da empresa);
  • Pensar nos objetivos do negócio a curto, médio e longo prazo;
  • Fazer um planejamento com as ações necessárias para alcançar os objetivos estabelecidos;
  • Avaliar recursos financeiros de tempo e equipe;
  • Identificar oportunidades no mercado;
  • Analisar se o produto ou serviço oferecido ficou ultrapassado e precisa ser reformulado;
  • Aprender com a experiência adquirida e testar novas hipóteses.

O plano estratégico para pivotar uma empresa envolve, portanto, identificar possibilidades de inserção ou inovação em um determinado segmento, fortalecendo aquilo que a empresa já faz bem feito e mudando o direcionamento em relação ao que foi encontrado como oportunidade. 

Por que pivotar?

Nem sempre é fácil identificar o momento certo de pivotar um negócio. É preciso analisar muito bem o mercado e a própria empresa, avaliando essa necessidade. Mas empresas que adotam essa estratégia podem colher benefícios como: 

  • Crescimento acelerado do negócio;
  • Aumento expressivo do número de clientes;
  • Conquista de mercado;
  • Aumento da rentabilidade;
  • Visibilidade e reputação da marca.
  • diferencial competitivo

Algumas empresas que pivotaram:

  • YouTube, que começou como uma rede de relacionamento para estabelecer parcerias;
  • Starbucks, que começou vendendo máquinas e sementes de café;
  • Netflix, que alugava DVDs pela internet antes de se tornar a gigante de streaming que conhecemos hoje.

Conteúdos sobre o tema

Confira alguns conteúdos gratuitos para aprender mais sobre Pivotar:

Você tem vontade de elevar a barra em Produto no Brasil?

A PM3, contando com a ajuda da comunidade, está construindo o primeiro Glossário de Produto do Brasil e você pode fazer parte disso!

Ficou com vontade de ajudar também?

Clique aqui e registre sua colaboração. Ah, nós sempre damos os devidos créditos às pessoas. 😉