O que é "Jobs-to-be-done"

MetodologiasProduct Discovery

Definição 

A ideia de Jobs to be done (ou JTBD) corresponde aos trabalhos (jobs) que os clientes devem realizar no seu dia a dia e que fazem com que eles busquem soluções para concluir essas tarefas.

No contexto de uma empresa, o JTBD deve ser utilizado pelos times para entender quais são as dores dos clientes e quais são os trabalhos a serem feitos por eles. Com isso, é possível entregar as melhores soluções para os usuários terem ferramentas que resolvam os seus problemas.

Assim, o termo Jobs to be done diz respeito ao processo de adoção de um produto ou serviço inovador pelo cliente, que vê na solução a possibilidade de realizar seus jobs.

A ideia por trás do JTBD é a de que os mercados estão em constante processo de desenvolvimento e inovação, conforme as tarefas a serem realizadas pelos clientes, trazendo soluções para que elas sejam feitas. 

 

Origem do termo

A origem do termo Jobs-to-be-done se deve a Clayton Christensen, professor de Administração da Harvard Business School e autor do clássico “The Innovator’s Dilemma”, de 1997.

Já em 2005, Christensen publicou o artigo “Marketing Malpractice: The Cause and the Cure”, na Harvard Business Review, o que solidificou de vez o conceito de Jobs to be done como conhecemos hoje.

Como usar o termo "Jobs-to-be-done" na prática

O JTBD é um conceito eficiente para incorporar nas suas estratégias de inovação e segmentação de mercado. 

A partir do entendimento dos jobs dos clientes, os times de marketing e produto conseguem criar soluções focadas nos usuários e nos problemas reais do seu dia a dia, aumentando as chances de vendas do seu produto. 

Assim, o JTBD acaba sendo também uma poderosa ferramenta de personalização dos seus serviços e soluções, o que contribui muito para aumentar os índices de fidelização do seu negócio. 

 

Framework para Jobs-to-be-done

Para entender quais são os jobs dos seus clientes, você precisa se colocar no lugar deles e entender o contexto em que vivem e o que desejam resolver.

Observar os usuários, analisar seu comportamento e realizar pesquisas com eles são formas de compreender quais tarefas seus clientes precisam realizar rotineiramente. 

Para entender os jobs e desenvolver estratégias focadas nessas necessidades, você deve compreender quais são as motivações dos usuários e que tipo de solução seria a ideal para resolver as tarefas a serem feitas. 

Então, alguns pontos devem ser levados em consideração, como:

  • qual o mercado em que a sua solução está inserida?
  • quais as expectativas dos seus clientes?
  • como a sua solução contribuiu para o job a ser feito?
  • o que os seus concorrentes estão fazendo em relação aos jobs?

A partir disso, você consegue identificar oportunidades de inovação no mercado e criar uma solução alinhada a essas descobertas. 

Para ajudar nesse processo, faça pesquisas com os usuários e adote ferramentas de big data que contribuam com a análise de dados.

 

Jobs-to-be-done nos cursos da PM3 

Para saber mais sobre JTBD, não deixe de ver a aula “Discovery com Jobs-to-be-done na prática”, do Curso de Product Discovery da PM3, com o instrutor Marcell Almeida

Você vai entender melhor:

  • O que é Jobs-to-be-done (JBTD)?
  • Onde JTBD se encaixa no ciclo de vida de um produto?
  • Product Discovery na prática com JTBD 

Conteúdos sobre o tema

Confira alguns materiais gratuitos para saber mais sobre Jobs to be done:

 

 

Você tem vontade de elevar a barra em produto no Brasil?

A PM3, contando com a ajuda da comunidade, está construindo o primeiro Glossário de Produto do Brasil e você pode fazer parte disso!

Ficou com vontade de ajudar também?

Clique aqui e registre sua colaboração. Ah, nós sempre damos os devidos créditos às pessoas. 😉