Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
22 de outubro de 2020

7 coisas que todo líder de Produto deveria saber sobre North Star Metric

Este artigo é uma tradução livre deste post original do blog da Amplitude. Por ser um conteúdo de altíssimo valor, achamos por bem traduzi-lo e assim ajudar a comunidade brasileira de Produto evoluir. Vamos lá!

—————

Na maioria das empresas, equipes de Produto são avaliadas de acordo com a quantidade de entregas e não referente ao impacto que causam no negócio (apesar dessa última ser a melhor forma de medir o sucesso). É por esse motivo que muitas empresas estabelecem o usa da North Star Metric (NSM) para assim ter todos os times lutando por um único objetivo.

A North Star Metric é uma métrica chave que quantifica o impacto que a equipe de Produto causa no negócio. Quando você escolhe a NSM correta, ela conecta o progresso da equipe de Produto, receita tangível e crescimento da empresa.

A NSM deve fazer três coisas: 

Mas como isso funciona na prática? 

Na Amplitude, a NSM é Weekly Learning Users. Esse é o número de usuários ativos da Amplitude, que compartilharam algum aprendizado por pelo menos duas outras pessoas nos últimos sete dias. Basicamente, no período de 7 dias, eles avaliam os usuários ativos que compartilharam aprendizados para pelo menos 2 pessoas.

Recentemente, a Amplitude realizou um webinar para discutir como três equipes de Produto diferentes encontraram sua North Star Metric. John Cutler, coautor de North Star Playbook e evangelista de Produto na Amplitude, recebeu Pedro Clivati, head de growth na GrowthHackers; Inessa Lurye, VP de Produto na Yesware; e Sam Ahn, Principal Product Manager na LogMeIn.

O webinar estava repleto de informações úteis para líderes de Produto e nos deixou diversos aprendizados. Aqui estão sete coisas que todos os líderes de Produto devem saber em relação a NSM, baseado-se nos insights deste painel.

  • Uma boa North Star Metric conta uma história.

Uma NSM pode parecer uma métrica simples, mas as que mais deram certo contam uma bela história que une os times. Quando uma NSM funciona, ela se torna uma luz que guia todos os membros da equipe. Ela proporciona um objetivo claro que todo mundo pode trabalhar para alcançar.

Todo mundo está trabalhando em coisas diferentes, todos estão ocupados e todos têm a sua própria história,” disse Ahn. “A North Star Metric nos ajuda unificar todas as nossas histórias para que possam se relacionar e se tornar parte da mesma história. Como resultado, encontramos significado no nosso trabalho conforme contribuímos para essa história compartilhada.”

Lurye compartilhou um sentimento parecido, descrevendo como a Yesware começou a pensar sobre entrega de Produto em termos de resultados de negócios ao invés de outputs.

Por exemplo, nós teríamos que ter uma equipe para trabalhar no aumento do número de reservas de reuniões, ao invés de fazê-los criar um produto para reservar mais reuniões,” disse Lurye. “Dessa forma, o time tem diversas oportunidades para considerar soluções de como chegar no resultado desejado, ao invés de estar atrelado a uma agenda de entrega de Produto.

Uma NSM força as equipes a unificar a visão em uma história coesa. No fim, a NSM se torna uma história incrível para o time de Produto. Ela representa um ponto focal ligado a objetivos que a equipe pode impactar.

  • A North Star Metric traz alinhamento organizacional.

Muitas equipes executivas pensam no impacto do negócio através de uma perspectiva financeira, e isso faz total sentido. Para gerar crescimento, a empresa precisa trazer mais receita. Porém, “fazer mais dinheiro” é um objetivo muito generalizado que acaba não condizendo com o que os times estão fazendo diariamente: criando mais valor para os seus usuários.

Em qualquer empresa, há vários times com diversos objetivos e iniciativas. Clivati falou sobre como existe uma ideia errada de que growth marketing inclui apenas marketing, quando, para gerar crescimento na empresa, você também precisa pensar muito bem sobre o produto em si. “Um dos maiores erros é que um time de growth só foca em aquisição, mas esses times podem ter um impacto muito maior quando eles têm flexibilidade para aplicar seu conhecimento em áreas como onboarding e retenção.”

Uma NSM dá a todos uma métrica com que possam explorar possibilidades. A partir daí, cada time pode descobrir um jeito de promover ações que contribuem com a North Star Metric.

Uma NSM significa que todas as pessoas, todos os times e todos os departamentos estão seguindo uma mesma direção,” disse Lurye. “Nós não estamos apenas olhando para receita ou growth ou signups, mas também o valor que estamos fornecendo para nossos usuários.”

  • A North Star Metric pode ajudar a evitar ambiguidade e ensinar você a dizer “não.”

Conforme uma empresa cresce, as equipes costumam seguir diferentes caminhos. Pode haver muita ambiguidade em relação à qual direção seguir. Sem uma métrica específica para buscar, times de Produto podem ter muita dificuldade para progredir. “Nós estávamos lidando com muita ambiguidade,” disse Ahn. “Fez com que eu sentisse um vazio no coração.”

Ahn citou o exemplo de LastPass. “As pessoas estavam pensando e conversando sobre como poderíamos melhorar “carteiras digitais” e outros termos vagos, mas não havia uma direção real, com ações que poderíamos executar. Essa ambiguidade foi crescendo e acabou gerando o sentimento de trabalho desigual.

A NSM também pode te ajudar a dizer “não” quando surgem novas ideias. Isso faz com que o time tenha muito mais foco, facilitando as tomadas de decisões quando as coisas estão ambíguas. “Apesar de ter muita tensão para chegar a esse nível de foco, no final acaba ajudando a alcançar as mudanças que as empresas precisam,” disse Lurye.

Tendo uma métrica para melhorar, os times podem começar a montar estratégias para a variedade de demandas que vão ajudá-los a atingir seus objetivos. Eles podem facilmente descartar as iniciativas que não vão ajudar.

  • A North Star Metric é um guia, e não é a única métrica que importa.

Apesar do NSM ser uma força poderosa dentro da empresa, não é uma solução para todos os problemas. “A North Star Metric não é a única métrica que importa,” disse Cutler. “É com certeza uma métrica guia, mas não é a única que os times devem olhar. As equipes devem sempre considerar uma grande variedade de métricas.”

Por fim, um time de Produto precisa se certificar de que outras métricas estão sendo consideradas. Uma empresa é complicada, e depender exclusivamente na North Star simplifica demais o trabalho que precisa ser feito para ajudar a gerar crescimento. 

Uma North Star Metric tem que fluir em como você mede a performance na sua organização como um todo,” disse Lurye. “Não é a única métrica, mas você não pode também ter um monte de sistemas diferentes que estão rastreando e medindo coisas diferentes, pois as coisas podem virar caóticas.” “Na Yesware, nós ainda estamos no início do processo, mas todos os membros do time têm diferentes resultados que estão tentando atingir.

  • Convencer o time executivo é essencial.

Para uma NSM poder alinhar uma organização, você precisa conseguir convencer o time executivo. Até porque uma North Star Metric anda lado a lado com a direção geral do negócio. Uma NSM precisa levar o crescimento de receita em consideração, o que é importante para executivos. Ao mesmo tempo, a NSM deve mostrar o impacto do negócio e valor geral. 

Uma North Star Metric vai guiar a visão estratégica de uma empresa. Os executivos precisam estar dispostos a compartilhar, promover e tomar decisões baseadas nessa métrica.

Como fazer isso? “Tenha reuniões 1-on-1 com os stakeholders de cada departamento para que você possa introduzir o conceito, lógica e valor antes de seguir em frente,” disse Lurye. Ahn continuou, explicando que você precisa mostrar às pessoas, incluindo os executivos, a importância da North Star Metric para eles.

  • Visibilidade é uma prioridade.

A NSM é ótima em teoria, mas se ninguém a ver, ninguém vai ligar. Isso quer dizer que a North Star Metric precisa aparecer em todos os lugares, sempre que possível. Quando as pessoas perceberem que todas elas são responsáveis por essa métrica, elas começam a agir.

Integrando a North Star Metric em todo o resto – como lançamentos, OKRs, reviews de decisão, planejamento estratégico – é essencial. Disse Cutler. “Se não está visível, ela desaparece muito rapidamente”. ANSM deve ser incluída em e-mails, apresentações, e deve estar visível em toda a organização.

Clivati sugeriu acompanhar a North Star Metric por meio da Amplitude, assim como publicá-la semanalmente em toda a organização. “Atualmente nós incluímos nossa North Star Metric através de todos os departamentos,” ele disse. “Isso mostra aos times que todos são responsáveis. Não é apenas uma métrica para o time de Produto.”

Tudo isso tem ainda mais impacto se as palavras vem diretamente do CEO. Na GrowthHackers, o CEO inclui a North Star Metric no e-mail semanalmente.

  • Escolher uma North Star Metric pode demorar. 

Apesar de ser ótimo ter uma North Star Metric, pode demorar a acertarmos. Também pode ser um processo um tanto complicado. “Eu lidero workshops com empresas, e as vezes eles ficam desapontados por não ter uma North Star Metric clara e definida, mesmo depois dessa aula de duas horas,” disse Cutler.

Então como podemos escolher uma North Star Metric que traga alinhamento a empresa? De acordo com Lurye, Clivati e Ahn, devemos fazer workshops com grupos diferentes e anotar informações de diversos stakeholders.

Depois que li North Star Playbook, eu fiz vários workshops menores em alguns meses”, disse Ahn. “Esses workshops eram pequenos, com apenas quatro pessoas vindas de áreas diferentes da organização. Cada grupo era muito diferente, mas me ajudaram a formular idéias sobre o que nossa North Star Metric devia ser.”

Workshops geralmente são o melhor jeito de engajar os times, porque faz os membros pensarem sobre várias demandas e resultados diferentes.

North Star Metric: A chave para o sucesso do time de Produto.

Seu time precisa estar trabalhando na mesma direção para que causem um impacto real. É por isso que a North Star é tão importante. Sua North Star deve ser de fácil entendimento, tangível e representar tanto valores quanto impactos de negócio. 

 Que tal conhecer mais sobre a gestão de produtos digitais?

Se quer se tornar um Product Manager mais preparado(a) para enfrentar o mercado, baixe a ementa do curso referência em produto no país e aprenda com 17 instrutores de empresas como OLX, Nubank, Booking.com, iFood, Creditas, Grupo ZAP, entre outras grandes Tech companies brasileiras.

Mais conteúdos para te ajudar a ser um(a) PM melhor:

Autoria de:

PM3 Lives 25

Newsletter Mensal

E-book Entrevistas PM

Você também pode gostar de ler

No-code para times de Produto

Sem tempo? Os principais pontos: – No-code é menos sobre codar ou não, mas sobre build (feature) vs buy (SaaS). – Categorizar hacks em: front