O que é "PDV – Ponto de Venda"

E-commerce e Varejo

O PDV (Ponto de Venda), como o termo sugere, é o espaço (físico ou online) no qual os produtos são vendidos, como lojas, quiosques e marketplaces. Pensando em estabelecimentos físicos, o PDV envolve a vitrine, a iluminação, a disposição das prateleiras e o cenário da loja como um todo. 

Já o PDV online envolve a identidade visual da marca, a experiência digital dos usuários e o design das páginas para impactar positivamente a satisfação dos clientes com o seu produto.

O ponto de vendas é um elemento fundamental para atrair usuários para o seu produto ou clientes para a sua loja, gerar receita, potencializar os lucros e criar um diferencial competitivo para a empresa.

Além disso, estabelecer um PDV faz você pesquisar sobre o seu público, entender as necessidades e o comportamento que ele tem. Com isso, você coleta diversas informações sobre esse público e pode desenvolver melhores estratégias para o seu negócio.

Como usar o termo "PDV – Ponto de Venda" na prática

Pensando no universo de produto, as figuras-chave na definição do PDV são Product Managers e Product Marketing Managers. Esses profissionais precisam pensar nos objetivos com o produto e na proposta de valor para criar um PDV realmente eficaz para o negócio. 

Para isso, é fundamental fazer uma pesquisa aprofundada para conhecer o público-alvo, a persona e o ICP do produto, além de definir o posicionamento no mercado, fatores que impactam diretamente na apresentação do PDV aos usuários. 

O PDV deve ser personalizado de acordo com o comportamento e as necessidades dos clientes. Por isso, para otimizar esse elemento  e criar um processo de melhoria constante, é importante  analisar e monitorar o comportamento dos usuários no seu produto para validar hipóteses sobre o PDV, identificar lacunas e pontos fortes.

O PDV em produtos digitais pede atenção de PMs e PMMs para:

  • Usabilidade do produto;
  • Telas de login;
  • Mensagens de suporte ao cliente (utilize estratégias de UX Writing para otimizar botões e direcionamentos);
  • UX Design focando na experiência do usuário;
  • Disposição estratégica dos elementos nas telas, cores, fontes de letra;
  • Serviço de suporte preparado para tirar as dúvidas, com ótimo atendimento;
  • Página de vendas explicativas com todas as informações importantes sobre o produto.

Já pensando em um PDV físico, além de considerar o público nessa escolha, é importante encontrar um local estratégico que faça sentido para o tipo de produto vendido considere o bairro, o movimento da rua e a quantidade de estabelecimentos do mesmo tipo existentes na região e etc. 

Além disso, assim como no caso dos produtos digitais, para os estabelecimentos físicos, a preparação da equipe e o bom atendimento são essenciais para atrair e manter os clientes. Também é preciso pensar na organização da vitrine e dos corredores, na disposição das prateleiras, no posicionamento estratégico dos produtos, na iluminação e na temperatura da loja, ou seja, em tudo aquilo que pode impactar na experiência do cliente. 

Conteúdos sobre o tema

Confira alguns conteúdos gratuitos para aprender mais sobre PDV:

Você tem vontade de elevar a barra em Produto no Brasil?

A PM3, contando com a ajuda da comunidade, está construindo o primeiro Glossário de Produto do Brasil e você pode fazer parte disso!

Ficou com vontade de ajudar também?

Clique aqui e registre sua colaboração. Ah, nós sempre damos os devidos créditos às pessoas. 😉