Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
10 de agosto de 2020

A metodologia Lean em Product Discovery

“A metodologia Lean em Product Discovery”

Já se deparou com aquela situação na qual alguma liderança ou Stakeholders solicita uma adição/modificação no Produto e todo o time de Produto levanta sobrancelhas de dúvidas? Acredito que sim, aliás…quem nunca?

Bem, a resposta mais lógica nestes momentos deveria ser: “Parece-me uma boa ideia, mas talvez acho que valha um research e um Discovery para validarmos isso, que tal?” A palavra “Discovery” para alguns líderes pode gerar até calafrio (e não deveria). Porque eles acreditam que o processo pode ser demorado e daí perde-se o “timing” para lançar algo.

É por isso que neste texto nós queremos desmistificar a premissa de que desenvolver um bom “Product Discovery” é um processo demorado e como a metodologia Lean é a prova cabal de que há muitas técnicas disponíveis que vão te ajudar a descobrir se aquela “grande ideia”, realmente vai resolver uma dor do cliente e ajudar o negócio a prosperar. Mas antes de tudo…

O que é a metodologia LEAN e por que ela é tão importante para quem trabalha com Produto? 

Vamos falar um pouco de história. Com a revolução industrial, houve uma grande mudança na forma como as pessoas trabalham. Saindo do artesanato para linhas de produção. Neste modelo, a falta de padronização gerava bastante desperdício para as indústrias no começo do século. 

Frederick Taylor trouxe alguns princípios do método científico para administração de empresas e começou a padronizar a forma como as pessoas executavam suas tarefas. Em seu livro de 1910, intitulado “Princípios da Gestão Científica”, ele consolidou o método de otimização do trabalho, muito marcante para o século XX e sendo o modelo para outras linhas de produção. 

Este método influenciou muito os japoneses depois da Segunda Guerra Mundial – imaginem um país derrotado, tendo que reconstruir sua nação e com poucos recursos disponíveis. Taiichi Ohno, que foi bastante inspirado por Taylor, criou o que conhecemos como Toyotismo, uma metodologia para reduzir desperdícios. E assim vieram outras metodologias como Touch in Time e Kanban (sim, aquele quadro que você lista as suas tarefas vem daí!).

Nos 60 anos entre o momento pós II Guerra e o que entendemos hoje como gestão de Produtos Digitais, aconteceu a gestão Waterfall (cascata), no qual criamos um conceito e, ainda com pouco conhecimento e aprendizado, encaminhamos este conceito para design e desenvolvimento e, depois, para deploy. Quanto mais tempo demoramos para coletar feedback e aprender, maior o risco que estamos assumindo para o nosso Produto e empresa. 

Conforme os anos avançaram, em 2008 demos um salto evolutivo em desenvolvimento de Produtos com a publicação de Lean Startup do Eric Ries, o qual nos trouxe uma clara visão de como o trabalho foi otimizado durante este período e adaptando-se ao dinamismo do dia-a-dia das startups. 

Eric Ries resume a metodologia LEAN dentro de 3 blocos: medirconstruir e aprender. Pra ele:

–  É desperdício construir e não medir. Precisamos medir os resultados das features que colocamos no ar. 

– Apenas medir e não aprender também é desperdício. Temos que absorver as conclusões que tiramos das nossas métricas e aprender com elas.

–  Precisamos saber como utilizar nosso aprendizado para construir novos produtos. 

Como você pode perceber, hoje temos uma enorme evolução da maneira que desenvolvemos produtos durante o Waterfall, imagina durante a Revolução Industrial. 

Product Discovery e Metodologia Lean

No nosso curso de Product Discovery, o instrutor Will Sertório apresenta algumas técnicas de Product Discovery para que você consiga ter insights reais dos seus clientes e assim levar para a liderança e stakeholders as reais impressões dos usuários quanto às iniciativas.

(Will Sertório em sua aula do módulo 4 “Validando soluções com métodos lean”)

Muito diferente do que se imagina, desenvolver um processo de Discovery pode ser mais simples do que parece. Com técnicas como Landing PagesFake DoorConcierge e Mágico de Oz, você pode ter muita informação e até pivotar a sua ideia inicial – gerando assim mais valor para os usuários, evitando desperdício de recursos e trazendo resultado positivo para a empresa.

Que tal começar a aplicar a metodologia Lean no Discovery do seu Produto, enquanto aprende com cases reais de empresas como OLX BrasilBooking.comReveloNubankPicPay e outras grandes líderes em seu segmento?

Com mais de 30 horas de conteúdo exclusivo, você vai aprender a desenvolver um processo de Product Discovery rico, tendo a visão não de 1 profissional, mas um time de peso de 12 instrutores renomados no mercado! Tudo isso com acesso 24 horas e 7 dias por semana, tudo 100% online. Acesse a ementa do curso!

Aula gratuita – O que é um teste de usabilidade?

Você sempre quis saber como são nossas aulas na prática? Com esta aula gratuita do nosso Curso de Product Discovery, você vai aprender os conceitos fundamentais de usabilidade e como analisá-la em seu Produto segundo as avaliações heurísticas (técnicas) e testes de usabilidade. Assista agora essa super aula da Elisa Volpato!

Curtiu esse tema? Que tal um pouco de Product Discovery na prática?

Assista a Live da Iris Sayuri, Product Manager da Easynvest sobre como começar a aplicar o Discovery na prática para saber mais sobre isso. Nessa PM3 Lives, ela mostra como eles desenvolvem um Product Discovery com qualidade na Easynvest, uma das maiores corretoras do país e a primeira que se lançou na corrida online no segmento.  Assista agora

Mais conteúdos para te ajudar a ser um(a) PM melhor:

Autoria de:

Você também pode gostar de ler

Diferença entre Product Managers B2B e B2C

Este artigo é uma tradução livre deste post original publicado pelo blog da Pendo.io. Por ser um conteúdo de altíssimo valor, achamos que seria uma boa ideia traduzi-lo para