Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
10 de setembro de 2021

5 passos para construir um posicionamento de Produto pensando em Growth

Para crescer, precisamos saber para onde estamos indo e qual é o nosso propósito nessa caminhada.

Quando pensamos em Growth, muitas vezes o branding é negligenciado por ser encarado como algo que não se pode metrificar e que não trará resultados imediatos.

Contudo, esse ledo engano pode nos levar a caminhos tortuosos.

Ter um posicionamento contribui para deixar toda a equipe alinhada sobre qual é o objetivo da empresa, como ela quer ser vista no mercado, qual problema soluciona e para qual público. Esse é o primeiro passo para ajudar você, como Growth Product Manager, a priorizar projetos de crescimento, como você traçará a rota até a descoberta de um possível Growth Loop e de que forma essa experiência será levada para os clientes.

E como construir esse tal posicionamento? Te daremos algumas possíveis direções. Não é um mapa escrito em pedra, mas pode ajudar.

1- Entenda o posicionamento do seu produto, em equipe

Com um posicionamento claro para toda a equipe, é bem mais fácil tomar decisões – desde as mais estratégicas, até as operacionais.

Quando todo o time compreende qual é a proposta da marca e de seu trabalho, é mais fácil priorizar tarefas, evoluções de produto, lançamento e campanhas de marketing. Além disso, quando as pessoas entendem o porquê de suas tarefas, elas veem mais sentido no que fazem e mais prazer nas entregas.

Quando as pessoas entendem que cada projeto de Growth tem ligação com algo maior, que é o posicionamento da empresa, a comunicação fica bem mais fácil.

2- Entenda quem é seu público

Quem está disposto a comprar seu produto? A dor de quem ele se propõe a “curar”? Qual é o segmento de mercado gostaria da proposta de valor do seu negócio? É nesse público que se deve ter foco.

Antes de colocar a mão na massa, batendo de porta-em-porta, é necessário entender muito bem quem são eles.

Qual é a idade, gênero, escolaridade, hábitos, personalidade? Se você já tem uma boa base de clientes, entenda melhor quais são suas características. Faça pesquisa quantitativas e qualitativas para entender quais são suas motivações de compra, estilo de vida, dores e tudo que você acha que possa fazer sentido para evoluir seu produto e suas campanhas, tendo sempre o cliente no centro da discussão.

3- Como você gostaria de ser visto?

Conversando com os seus clientes, você poderá entender como eles te veem. Mas e como você gostaria de ser visto? Já parou para pensar nisso?

Faça esse exercício junto a sua equipe e construa o seu posicionamento, de dentro para fora. Se pergunte quais os pontos fortes do seu produto, qual diferencial frente à concorrência e qual a sua essência.

Entender muito bem esses pontos poderá te levar a um nível bem mais elevado. Além de pensar suas campanhas de marketing ressaltando os pontos que são intrínsecos à sua marca e trazem seu posicionamento, você também poderá repensar o produto e toda a sua experiência, além de lançar novidades, sempre sendo fiel ao seu posicionamento.

Somar necessidade do cliente e como você gostaria de ser visto, contando uma boa história por meio de seus produtos e da experiência do usuário, pode mudar o jogo e te fazer crescer.

Com isso, tudo se tornará mais coeso e construirá uma identidade forte, fazendo com que o cliente possa identificar sua marca e todos os seus atributos logo de cara, após essa construção ter se consolidado.

Product marketing Week

4- Dissemine essa construção

Após ter convidado os principais pontos-focais dos seus produtos para a construção do seu posicionamento, agora é importante disseminá-lo para todos da empresa ou da área específica. Caso contrário, é morrer na praia.

Todos precisam ter o posicionamento na cabeça na hora de começar uma tarefa, uma feature ou um lançamento.

5- Coloque o cliente no centro disso tudo

Junte tudo que você aprendeu com a sua curiosidade e nos seus experimentos, some ao seu posicionamento de mercado, tenha o board ao seu lado e coloque o cliente e suas principais dores no centro da mesa. 

Afinal, ainda segundo Sean, “a função do método (de Growth) é engajar, ativar e conquistar o cliente para que continue prestigiando a marca; é ajudar a empresa a se adaptar de maneira ágil às necessidades e desejos deles – que não param de mudar – e transformá-lo não só em fonte crescente de receita, mas em embaixador fervoroso e motor de crescimento boca a boca para o produto”.

Depois desses passos, sua estratégia estará mais clara e será bem mais fácil crescer de forma saudável, consistente e condizente com a proposta de valor e o posicionamento do seu negócio.

Mãos à obra?!

Domine Product Growh!

Com mais de 30 horas de conteúdo aprofundado, confira o primeiro e mais aprofundado Curso de Product Growth do Brasil, com cases reais de empresas como Nubank, Singu, MaxMIlhas, ContaAzul, Xerpa, OLX Brasil entre outras, em aulas ministradas por 16 instrutores referência no mercado de Produto e Growth

Aproveite e confira já a ementa completa do curso e veja como ele se encaixa no seu momento atual de carreira!

Mais conteúdos sobre Growth:

Autoria de:

Você também pode gostar de ler