24 de junho de 2022

Principais métricas de produto para aplicativos

É cada vez mais comum ouvir pessoas de diferentes ramos falarem sobre métricas e como entendê-las é importante para fazer um trabalho melhor. Claro que cada área se baseia em diferentes métricas, que dependem de objetivos específicos. No caso das métricas de produto para aplicativos não é diferente.

Para entender os resultados que um aplicativo pode oferecer é necessário conhecer quais são as métricas de produto e como aplicá-las. Tais dados podem oferecer insights sobre número de pessoas ativas e tempo de uso do aplicativo, por exemplo.

Nesse texto você vai entender melhor o que são e quais as principais métricas de produto para aplicativos. 

O que são métricas de produto para aplicativos

Métricas de produto são meios de mensuração para avaliar o desempenho do produto e verificar se a estratégia usada está gerando os resultados esperados. Essa avaliação parte de diferentes dados, tanto quantitativos quanto qualitativos e, a partir deles, é possível entender quais funções dentro de um aplicativo precisam de melhorias e atualizações e quais estão funcionando de acordo com o planejado.

Ou seja, as métricas são essenciais para a tomada de decisão. É por meio desses resultados que Product Managers avaliam os próximos do desenvolvimento do produto. 

Métricas de vaidade e métricas de valor

Antes de conhecer as principais métricas para aplicativo é importante entender a diferença entre métricas de valor e métricas de vaidade. Compreender a diferença entre elas pode prevenir decisões equivocadas. Isso ajudará na hora de escolher a melhor plataforma de Mobile App Analytics.

Métricas de vaidade

Métricas de vaidade são aquelas informações que podem até fazer bem para o ego — daí o nome — mas não servem para tomar decisões. Isso porque elas não trazem um valor real para o produto.

Sendo assim, métrica de vaidade para aplicativos seria, por exemplo, o número de downloads feitos. Claro que é interessante saber quantas pessoas estão baixando seu aplicativo, porém isso não deve influenciar nas decisões. Até porque tem outras métricas também relacionadas ao uso do aplicativo que podem ser muito mais valiosas para a estratégia de produto.

Métricas de valor

Já as métricas de valores para um aplicativo são aquelas realmente são importantes para mensurar a estratégia usada. Dentre elas estão o uso das funções dentro do aplicativo, o número de desinstalações e o faturamento dentro do aplicativo a partir de funções pagas.

Assim, fica mais fácil para a equipe responsável pelo produto entender o que precisa fazer. Usando o exemplo dado em métricas de vaidade, não é preocupante ter poucos downloads se a retenção dos usuários é alta e as funcionalidades pagas são usadas com frequência.

É importante entender também para qual público é o seu aplicativo. Pesquisas mostram que a maior parte da população brasileira usa Android, no entanto os usuários de iOS têm uma tendência maior em gastar dinheiro dentro dos aplicativos. Ter esses conhecimentos em conjunto com a análise de métricas ajudará a ter melhores estratégias ao lançar um novo produto. 

As principais métricas de produto para aplicativos

Partindo agora para as principais métricas de produto para aplicativos ficará mais simples de entender quais são e quando usar. Vale ressaltar que existem diversas métricas de produto e as listadas aqui são apenas as que funcionam melhor para mensurar a qualidade e o sucesso de um aplicativo. 

Custo de Aquisição do Cliente (CAC)

O Custo de Aquisição do Cliente é uma das métricas mais importantes para entender quanto em média é preciso investir para conseguir novos clientes. Com isso, é possível criar estratégias mais assertivas para conseguir novos usuários com os recursos disponíveis.

Se seu aplicativo investe em aquisição somente com o esforço orgânico a partir do ASO, então você precisa considerar os esforços e investimentos para aplicar a estratégia. No caso de uso de anúncios, por exemplo, o orçamento será a principal base.

Taxa de cliques (CTR)

A taxa de cliques é importante para entender a jornada do cliente dentro do aplicativo e quais ações ele tomou. Além de ajudar a conhecer o usuário do seu produto, é importante também para entender se a interface está de acordo com o que a equipe responsável planejou.

Dessa forma é possível entender quais estratégias estão funcionando em conjunto com o que foi pensado para UX/UI Design e UX Writing e se estão alinhadas com as expectativas de quem consome.

Pontuação de Promoção em Rede (NPS)

É interessante usar essa métrica de produto para aplicativos uma vez que ela mede a satisfação do cliente com o seu produto. A avaliação é feita a partir de uma nota de 0 a 10 de acordo com as informações que você tem do usuário. Dependendo em que posição da régua ele se encontra, é possível identificar seu nível de satisfação e lealdade à empresa.

No caso dos apps, você pode considerar a nota nas lojas de aplicativos para mensurar esse NPS.

Valor do tempo de vida do cliente (LTV)

A métrica de valor do tempo de vida do cliente (Lifetime Value) contribui para ter uma visão melhor quanto ao lucro que o cliente está gerando para a empresa. Essa métrica leva em conta os investimentos feitos e você pode analisá-la em conjunto com a métrica CAC.

Esse valor do cliente se baseia no valor financeiro que ele entrega para a empresa de acordo com o tempo em que ele é usuário do seu produto, seja a partir de compras dentro do app ou serviços de assinaturas. Assim, juntamente com a análise de Custo de Aquisição de Cliente, é possível criar estratégias voltadas para conseguir novos clientes para consumir os produtos oferecidos. 

Churn Rate (CR)

Já o Churn Rate, ou Taxa de Cancelamento, também traz insights importantes para quem tem um aplicativo como produto.

Toda empresa visa criar um produto de sucesso, por isso um objetivo comum é que os resultados de CR sejam sempre baixos. No entanto, ainda é necessário usar a Taxa de Cancelamento como métrica de análise para evitar surpresas e, se acontecer dessa taxa está acima do esperado, estratégias podem ser criadas para reverter os resultados.

Este é o cenário para rever a etapa de encantamento do Inbound Marketing

Frameworks para analisar métricas

Agora que você viu as principais métricas de produto para aplicativos, é importante conhecer os frameworks que podem te auxiliar na coleta e análise dessas métricas. Abaixo você verá 2 frameworks para métricas de produto.

Framework HEART

O framework HEART foi desenvolvido pela Google Venture e tem foco em analisar a experiência do usuário. Com ele é possível entender a satisfação do usuário, engajamento, retenção e outras métricas que contribuem para entender o comportamento do usuário dentro do seu aplicativo. 

A partir das informações coletadas com esse framework, é possível conhecer melhor a jornada do usuário. Assim você pode aplicar melhorias e aumentar o NPS da empresa, ao mesmo tempo que diminui a porcentagem de taxa de cancelamento.

Pirate Metrics (AARRR)

Ao utilizar o framework AARRR, você consegue analisar o nível de consciência do cliente, assim como as métricas de aquisição, ativação, receita, retenção e referência. Ou seja, é uma ferramenta completa que pode otimizar a coleta de dados e contribuir para a tomada de decisões dentro das estratégias do produto. 

Domine os dados do seu produto

Agora você conhece as principais métricas de produto para aplicativos e também alguns frameworks que podem te ajudar no processo de coleta e análise dos dados de produto.

Que tal ir além disso e saber escolher com segurança o que faz sentido para o seu produto? Conheça o Curso de Product Analytics e saiba como conectar dados de A a Z, tomando decisões mais assertivas. Acesse a ementa completa e saiba mais!

Principais métricas de produto para aplicativos

Leia também:

Autoria de:

Você também pode gostar de ler