Programa de afiliados: o que é e como funciona essa estratégia de marketing
Equipe de conteúdo - PM3

Equipe de conteúdo – PM3

11 minutos de leitura

Panorama do Mercado de Produto

Um programa de afiliados é uma estratégia de marketing cada vez mais popular no mercado digital. 

Para quem quer empreender online, essa é uma ótima forma de começar sem precisar necessariamente criar um produto do zero. Já para as empresas, essa estratégia ajuda a divulgar a marca, alcançar novos públicos, ampliar o tráfego de seus canais e aumentar a receita do negócio.

Quer saber mais sobre o marketing de afiliados? Então, acompanhe este artigo e entenda o que é esse modelo, como funciona, tipos e até mesmo algumas dicas de como criar esse processo para o seu produto. 

O que é marketing de afiliados?

Nos últimos cinco anos, o termo “marketing de afiliados” tem explodido em popularidade. Contudo, a ideia proposta por essa estratégia não é tão nova quanto parece. O modelo de revenda de produtos baseado em comissões pelo desempenho já é muito difundido fora da web, com a venda de produtos físicos. 

Todavia, com o boom dos infoprodutos, esse método foi readaptado para o contexto digital e está presente em grande parte das estratégias de marketing das empresas.

Hoje, o mercado de marketing de afiliados representa 30% da receita dos negócios. Além disso, dados mostram que 81% das empresas baseiam-se no marketing de afiliados para aprimorar seus negócios.

Essas informações revelam que essa estratégia pode ajudar empresas a entenderem o que funciona ou não no negócio, e otimizar significativamente a divulgação da marca e suas vendas.

Como funciona um programa de afiliados?

Em termos simples, o programa de afiliados baseia-se em duas frentes: 

  • Produtores: que podem ser empresas ou vendedores que têm produtos ou serviços e os disponibilizam para vendas com afiliações;
  • Afiliados: que são pessoas interessadas em associar-se a determinado produto ou serviço para divulgá-lo, fazendo com que a solução ou a marca sejam promovidas digitalmente, aumentem o tráfego de seus sites e realizem mais conversões e vendas.

O marketing de afiliados possibilita uma parceria entre quem desenvolve essas soluções e quem tem intenção de promovê-las para aumentar seus rendimentos.

Nesse modelo, o afiliado recebe uma comissão predeterminada pelo produtor, por cada conversão feita neste produto ou serviço. Assim, as duas partes envolvidas recebem aquilo que buscam: os ganhos monetários para o afiliado e o crescimento nas conversões para a empresa.

Uma pessoa que deseja ingressar nessa linha de trabalho, deve se cadastrar em um programa de afiliados de alguma empresa. Utiliza-se uma plataforma mediadora para esse processo, ajudando as duas partes a cumprirem com o acordo de filiação.  Então, através dela, o produtor pode disponibilizar suas soluções para que o afiliado gere um link personalizado do produto ou serviço. 

Geralmente, esse link é rastreado e monitora as atividades geradas a partir dele. Isso garante que o produtor saiba quantas conversões vieram desse afiliado e que o afiliado entenda qual serão os seus ganhos com aquele link. 

Com a geração de um link, o afiliado poderá divulgá-lo em seus canais, como blog, redes sociais, e-mail marketing, etc., para começar a promover a solução para sua audiência.

Além disso, produtor e afiliado também poderão gerenciar outros aspectos do negócio pela plataforma mediadora, como os pagamentos e os ganhos por comissão.

7 tipos de programas de afiliados

Existem diversos tipos de programas de afiliados disponíveis no mercado. Decidir qual é o mais adequado para você ou sua empresa, dependerá de cada caso. 

Nesse processo, é necessário avaliar os objetivos da estratégia e o que mais se encaixa no seu perfil.

Alguns dos tipos de programas de afiliados mais populares atualmente são:

Sites ou canais de reviews de produtos

Um dos programas de marketing de afiliados mais comuns é o de review de produtos. 

Os afiliados que usam essa estratégia, criam conteúdos detalhados sobre o produto ou serviços (descrições, benefícios, comparação com outras opções). Em seguida, otimizam esses conteúdos para os buscadores (Google ou YouTube, por exemplo).

Essas avaliações geram credibilidade para a empresa e podem levar o usuário à conversão desejada (venda do produto ou serviço, tráfego a partir do link, leads, etc.).

Cupons

Usar sites de cupons também é bastante comum no marketing de afiliados. Esse tipo de programa consiste na divulgação de códigos promocionais com ofertas por tempo limitado para consumidores de um determinado produto ou serviço.

Pela questão do tempo, é comum encontrar um aumento no tráfego do site da empresa, uma vez que há o gatilho de urgência envolvido no processo. As ofertas variam nesse sistema, como por exemplo, oferecendo certa porcentagem de desconto, frete gratuito, um desconto fixo, entre outros.

Além disso, os links de afiliados são rastreados e contabilizam as conversões feitas a partir deles. 

Influenciadores digitais

Utilizar influenciadores digitais como estratégia de marketing de afiliados para alavancar a venda de produtos ou serviços é uma excelente maneira de alcançar um público qualificado de pessoas. 

Isso porque, esses profissionais normalmente já têm uma audiência consolidada e poderão usar sua influência para atrair novos consumidores e gerar leads e conversões para a marca.

Essa estratégia prevê uma parceria entre a empresa e o influencer, que divulgará os produtos ou serviços da marca em suas redes sociais, criando conteúdos personalizados para sua audiência.

Nesse tipo de programa, o influenciador digital usa links personalizados ou códigos de desconto com ofertas especiais disponibilizados para sua base de seguidores.

Dessa forma, é possível acompanhar as conversões geradas e os ganhos do afiliado nas ações promovidas.

Essa é uma excelente maneira de aumentar vendas e conversões em nichos específicos onde há influenciadores relevantes para executar o trabalho.

Blogueiros

Uma das mais consistentes e tradicionais estratégias de programa de afiliados se dá através da criação de conteúdos para blogs. Um exemplo comum está no segmento de viagens. 

Muitos blogueiros de viagem utilizam links de afiliados personalizados com recomendações relacionadas a este nicho, como um cupom de desconto para assinar um seguro-viagem, ou um link de cadastro para um serviço específico.

A ideia é criar conteúdos valiosos para uma audiência já engajada, e a partir disso, recomendar serviços ou produtos que façam sentido para aquele tema ou contexto.

Há também a possibilidade de adicionar banners promocionais nas páginas para divulgar produtos ou serviços dentro dos conteúdos e assim gerar mais tráfego para a empresa responsável pelo programa de afiliados.

Os ganhos também são com base em comissão de acordo com a conversão esperada com aquele conteúdo.

E-mail marketing

A estratégia de e-mail marketing para converter usuários através de uma lista de e-mails qualificada, é uma excelente opção para investir no mercado de afiliados. 

Para profissionais da área, ter uma lista de e-mails já segmentada em uma régua de relacionamento significa dizer que os usuários já estão em uma etapa mais avançada da jornada de compra, levando a maiores chances de conversão e retorno sobre investimento (ROI).

Com essa estratégia, o afiliado poderá criar conteúdos de divulgação de produtos e serviços que façam sentido para sua audiência e divulgá-los para sua base de e-mails.

Busca orgânica

Um programa de afiliados baseado em busca orgânica prevê a criação de conteúdos de qualidade otimizados em SEO, com o objetivo de ranquear termos-chave que ajudem a direcionar tráfego orgânico para um site. Nos conteúdos, pode-se inserir recomendações e links de afiliados para produtos ou serviços.

Essa estratégia é de longo prazo e pode gerar frutos ao afiliado por bastante tempo, uma vez que o objetivo é que o conteúdo seja cada vez mais bem posicionado nos buscadores.

Busca paga

Já nas buscas pagas, os resultados são mais imediatos, uma vez que os anúncios geram renda mais rapidamente para os afiliados. 

Entretanto, é necessário fazer um investimento financeiro para começar a criar anúncios pagos em buscadores como o Google e o Bing.

A grande vantagem é a possibilidade de criar anúncios segmentados para um público-alvo e personalizá-los de acordo com seus objetivos.

Como criar um programa de afiliados em 6 passos

Uma empresa que deseja criar um programa de afiliados deve considerar diversos fatores para que a adoção da estratégia seja bem sucedida. Confira algumas dicas a seguir!

Pense nos objetivos da empresa

Antes de criar o programa, é necessário pensar nos objetivos que o negócio deseja alcançar com essa iniciativa. Ter esses objetivos claros é essencial para as próximas etapas de criação do programa. Alguns exemplos, são: 

  • Aumentar o tráfego do site;
  • Atrair novos clientes;
  • Divulgar a marca ou o produto/serviço, etc.

Escolha uma plataforma de programas de afiliados

Após a definição dos objetivos, é necessário escolher uma plataforma de marketing de afiliados onde o programa será baseado.

Lá, a empresa poderá criar seu programa e gerenciá-lo de maneira funcional, analisando o desempenho dos afiliados, gerindo pagamentos, entre outros aspectos do programa. 

Algumas plataformas muito usadas atualmente, são:

  • Hotmart;
  • Eduzz;
  • Monetizze;
  • Lomadee.

Defina a estrutura do programa de afiliados

Outro passo essencial a se pensar na criação de um programa de afiliados, é a definição da estrutura desse sistema

Nesse processo, considere fatores como:

  • Tipos de comissões (pay-per-sale; pay-per-lead; pay-per-click);
  • Valores a serem pagos por conversão;
  • Período em que o cookie de rastreamento das atividades do link ficará disponível para os afiliados;
  • Termos e condições do programa (regras, como e onde os afiliados podem anunciar, prazos de pagamento, funcionamento do programa, etc.).

Desenvolva materiais de marketing para os futuros afiliados

É importante que a empresa desenvolva materiais de marketing e divulgação para os futuros afiliados do seu programa. 

Essa iniciativa ajuda na padronização da mensagem e da imagem da marca, além de servir como orientações para a divulgação das soluções por parte dos afiliados.

Para isso, crie banners, conteúdos que sirvam como modelos de divulgação, imagens, entre outros materiais.

Entenda como atrair afiliados para seu programa

Com o programa criado, é necessário pensar em uma estratégia para atrair pessoas que queiram se filiar ao seu produto ou serviço.

Algumas formas de fazer isso são através das plataformas de afiliados, divulgação no site da empresa, ou até mesmo a prospecção direta de afiliados, dependendo do tipo de estratégia adotado. 

Monitore o programa com frequência

Com o seu programa ativo, é necessário monitorá-lo com frequência para assegurar-se de que tudo está ocorrendo como esperado. 

Além disso, um acompanhamento constante é importante para avaliar se há necessidade de mudanças ou otimizações no programa, acompanhar o desempenho dos afiliados, oferecer suporte e realizar os pagamentos.

Conclusão

Um programa de afiliados é uma excelente estratégia tanto para empresas, quanto para profissionais autônomos. Para quem busca empreender online, criar uma nova fonte de renda ou fazer uma renda extra, esse tipo de programa pode ser ideal.

Já para os negócios, a estratégia de marketing de afiliados é bastante vantajosa, contribuindo para a escalabilidade da empresa, aumentando conversões, atraindo novos públicos, divulgando produtos ou serviços e gerando mais tráfego para seus canais.

Agora que você chegou até aqui, vale pensar: esse modelo de monetização faz sentido para a sua empresa e produto? Se a resposta for “sim”, um bom começo é chamar o time para uma conversa e, em conjunto, entender se um programa de afiliados se encaixa na estratégia macro do negócio. 

Leia também: