23 de março de 2022

Roadmap de produto: o que é, exemplo e como criar (+ template)

O roadmap de produto é uma importante ferramenta estratégica para Product Managers, auxiliando no planejamento e execução de todo o projeto de lançamento de um novo produto ou funcionalidade.

Por essa razão, preparamos aqui um guia completo sobre roadmap. Pensando em reunir o máximo de informações úteis para você em só lugar, vamos abordar os seguintes tópicos:

  • O que é roadmap de produto?
  • Qual a importância do roadmap?
  • O que se espera alcançar com o roadmap de produto?
  • Como criar um roadmap de produto?
  • Exemplo de roadmap de produto

Para se aprofundar no tema, continue lendo!

O que é roadmap de produto? 

O roadmap de produto é um roteiro que confere um direcionamento ao desenvolvimento de produto digitais e envolve objetivos de curto e longo prazo, focando no gerenciamento de resultados – e não de entregas. Esse planejamento é uma ótima ferramenta de comunicação estratégica, alinhando todas as pessoas envolvidas na construção do produto.

A estrutura do roadmap contempla:

  • Os objetivos estratégicos da empresa;
  • A visão do produto;
  • Uma estimativa de tempo do projeto de desenvolvimento;
  • Os recursos necessários para esse processo;
  • As tarefas a serem executadas;
  • Os resultados esperados.

Assim, o roadmap de produto é um dos frameworks mais importantes para quem atua como Product Manager, já que ele funciona como uma bússola da estratégia de produto. 

Esse roteiro contribui para o trabalho em PM em diversos aspectos, como: 

  • Alinhamento com stakeholders;
  • Alcance de metas;
  • Definição de prioridades;
  • Entrega de valor para os clientes.

Qual a importância do roadmap? 

Como você já deve ter percebido acima, o roadmap apoia o PM em diversos aspectos essenciais de sua função. Separamos 5 benefícios que fazem desse framework o melhor amigo de Product Managers:

1. Ajuda a alcançar a visão do produto

A visão do produto pressupõe o entendimento de como os clientes vão se beneficiar da sua solução quando ela estiver totalmente pronta. Além disso, a visão ajuda o time a enxergar mais longe, pensando em possibilidades de evolução dela para o futuro.

O roadmap segue uma visão, um propósito. Consequentemente, ao longo do tempo, você consegue ter uma visão cada vez melhor, entendendo ainda mais o mercado e se adaptando mais facilmente às mudanças. 

2. Garante a entrega 

Com um time focado e alinhado, a entrega no projeto é muito maior e os resultados são melhores, já que todos sabem para onde estão indo e qual o objetivo com cada atividade.

Mas é importante ter em mente que o roadmap gerencia soluções, mas não gerencia exatamente as entregas — um framework útil para fazer essa gestão é o release plan, mais detalhado e no qual você pode incluir todas as datas do projeto. 

3. Alinha stakeholders

Uma das vantagens do roadmap para os times de Produto é o acompanhamento de todas as atividades envolvidas na criação do produto. O roteiro ajuda a alinhar os stakeholders, que têm acesso ao roadmap e conseguem ver exatamente como o projeto será desenvolvido. 

Além disso, o roadmap ajuda a focar no propósito do produto e não só nas demandas de curto prazo que acabam aumentando quando a solução vai crescendo.

O roadmap é um resumo visual de alto nível que tranquiliza stakeholders, que passam a ter mais clareza sobre a direção que o PM está seguindo.

4. Evita ruídos de comunicação 

O roadmap documenta tudo que será executado no processo de desenvolvimento do produto e fica ao alcance de todos, evitando problemas de comunicação entre os diferentes times.

Esse modelo também facilita as mudanças. Assim, caso as prioridades mudem, é mais fácil alinhar com os times.

5. Aproxima as equipes da estratégia da empresa

Com o roadmap, todos ficam mais alinhados com a estratégia geral do negócio e entendem seu papel para o sucesso da empresa. Isso também faz com que as pessoas se sintam mais motivadas durante o processo de desenvolvimento do produto.

O que se espera alcançar com o roadmap de produto?

Para um roadmap de sucesso, que entregue valor para os usuários e resolva os problema que eles têm, é preciso cobrir alguns objetivos. Confira os principais deles a seguir!

Evolução da estratégia de negócio

Como dissemos, o roadmap é uma ferramenta estratégica e está diretamente ligado à estratégia do negócio

Assim, para criar o seu, você precisa ter essa perspectiva, considerando os objetivos da empresa, o impacto gerado pelo produto ou pela funcionalidade e o tempo e os recursos investidos no desenvolvimento. 

O roadmap deve ajudar a organização a alcançar as metas de negócio e oferecer uma boa experiência para o usuário. 

Entrega de valor para usuários e empresa

O roadmap nunca deve ser orientado a funcionalidades e sim ao valor que o produto vai trazer para o negócio ao longo de um tempo específico.  Já a maneira que o resultado virá vai depender das descobertas que o time fizer ao longo do caminho

Coleta de aprendizados para roadmaps futuros

O roadmap de produto também é uma construção que se molda ao estilo de cada empresa e equipe. Sendo assim, priorizar, fazer ajustes, trocar ideias e propor novas possibilidades são algumas das atividades comuns de todo esse processo, que é uma verdadeira experimentação. Por essa razão, um roadmap bem estruturado vai te fornecer insights e aprendizados úteis para outros momentos.

Definição clara das prioridades de todos os envolvidos

Definir prioridades é fundamental para que as pessoas tenham clareza sobre o que deve ser feito e não se sintam perdidas na estratégia e na execução, o que traria problemas para o lançamento do produto.

Além disso, vários times podem ter acesso a esse documento. Então, se as prioridades estão claras, o roadmap se torna uma ferramenta eficiente de consulta e acompanhamento para manter as pessoas atualizadas sobre o desenvolvimento do produto.

Alinhamento estratético de outros times 

Uma estratégia eficiente de roadmap prevê que esse documento seja compartilhado internamente com outros times (como Vendas, Marketing e Customer Success). 

Dessa forma, as pessoas podem trazer feedbacks para enriquecer o roadmap, pensando sempre nos objetivos gerais do negócio e em como cada um pode contribuir para que eles sejam alcançados.

Geração de ganhos com o menor custo possível

Um roadmap eficiente deve buscar os melhores resultados, mas sem esquecer a estratégia de negócio

Por isso, é interessante traçar um guia para alcançar os objetivos, economizando o tempo das equipes, otimizando a produtividade das pessoas envolvidas e reduzindo custos

Soluções (outputs) transformadas em resultados esperados (outcomes)

A sua estratégia de produto como um todo deve focar nas soluções, e não nos resultados. Quando o PM fica muito preso aos números que projeta, corre o risco de não entregar valor para o cliente, porque não estava olhando com atenção para suas dores. 

Tenha em mente que os bons resultados são consequência de soluções bem pensadas, que se encaixam às necessidades dos clientes.

Como criar um roadmap de produto?

Confira um passo a passo para a criação de um roadmap de produto para impulsionar a sua estratégia de Product Management!

1. Aponte os objetivos estratégicos do negócio no momento

Defina quais são os objetivos do seu produto e o que será mensurado. Esses são os OKRs (Objectives and Key Results ou Objetivos e Resultados-Chave) da sua estratégia de produto e ajudam a explicar o porquê do seu roadmap existir

Assim, cada objetivo deve estar ligado a um resultado-chave específico, pensando em tarefas executáveis nas quais o time deverá focar por um período de tempo pré-determinado.

2. Identifique os principais problemas dos clientes no momento

Para criar o seu roadmap, é fundamental identificar os principais problemas e necessidades dos clientes. A partir disso, você pode formular hipótese e propor soluções para os problemas encontrados. 

Nesse caso, vale utilizar o framework de Árvore de Oportunidades, incluindo cada elemento em formato de pirâmide. Os problemas são os temas dessa estrutura e aparecem no topo (lembrando que eles precisam estar de acordo com os seus objetivos), servindo para orientar o desenvolvimento das soluções.

Logo abaixo, vêm as hipóteses sobre como resolvê-los. Depois, as soluções que podem ser utilizadas e, por fim, os experimentos que serão feitos para validar as soluções.

Dentro do roadmap, você tem funcionalidades e soluções, então, é interessante apresentar o estágio de desenvolvimento de cada uma delas e marcar o nível de confiança da hipótese ou da funcionalidade, além do status das tarefas. 

A ideia geral dessa estrutura é encarar os problemas como oportunidades, propor soluções para isso e fazer experimentos para testar se essas soluções estão alinhadas com as oportunidades.

3. Defina a visão do produto 

Vimos como a visão do produto é um elemento importante para o roadmap. Defini-la é um dos pilares da sua estratégia de produto. Depois de identificar os problemas dos clientes, você precisa priorizá-los e pensar no propósito do seu produto a longo prazo

Mudanças vão acontecer no meio do caminho, mas o que irá se manter ao longo dos anos? Tenha isso em perspectiva na hora de definir a sua visão do produto, porque ela deve ser consistente.

4. Execute uma validação inicial 

Depois de você ter definido a visão do produto, é preciso validá-la para entender se ela faz sentido para os clientes

É fundamental saber se usuários concordam com a visão, afinal, um dos grandes objetivos do seu produto deve ser entregar valor para o cliente. Se a visão não estiver alinhada com as necessidades e problemas que eles têm, o seu produto perde o propósito de existir.

5. Liste as prioridades de cada equipe

Listar as prioridades de cada equipe orienta o que deve ser feito, economizando tempo e esforço das pessoas. Além disso, essa definição traz mais clareza sobre qual o papel de cada time no desenvolvimento do produto. 

Com objetivos mais claros, as pessoas têm mais chances de alcançar melhores resultados e entregar mais valor para o usuário no final do processo.  

6. Estabeleça tempo e recursos necessários

O roadmap deve trazer algumas indicações de tempo e recursos necessários para o desenvolvimento do produto. Mas você não precisa se prender aos prazos, não é esse o objetivo do roadmap. 

Afinal, o planejamento pode mudar, principalmente, se você avaliar que o que foi pensado no início não vai trazer valor para o cliente. E é esse valor que deve ser priorizado no roadmap. 

Você pode incluir uma linha do tempo no seu roadmap, sempre preservando a flexibilidade das equipes. 

Uma dica é pensar em prioridades: o que precisa vir “agora”, qual é o “próximo” item da lista e o que pode vir “mais tarde”? Esse modelo de roadmap é chamado de “Now – Next – Later” e é bastante útil para guiar a sua estratégia sem se fixar em datas determinadas. 

Para os stakeholders que dependem muito dos prazos, você pode detalhar um pouco mais o tempo que as tarefas vão levar para serem concluídas. 

7. Organize tudo em um documento visual

O seu roadmap deve ser um documento visual, bastante acessível para todos os envolvidos na criação do produto. Você pode utilizar diversas ferramentas para, como Kanban Board, Miro, Power Point e planilha.

O mais importante é que esse documento seja claro e atenda o propósito do produto.

  1. Selecione as métricas para acompanhamento

As métricas para acompanhamento devem ser pensadas em conjunto com os objetivos. Como você vai medir se esses objetivos estão sendo alcançados? 

Para isso, é preciso definir os KPIs (Key Performance Indicator ou Indicador-chave de desempenho) do seu roadmap.

Para ficar ainda mais claro como fazer um roadmap de produto, confira um exemplo prático a seguir!

Exemplo de roadmap de produto

O modelo de roadmap “Now – Next – Later” (“Agora – Em seguida – Mais tarde”) é uma ótima opção se você  quer deixar os prazos de entrega em aberto ou não trabalha em um modelo de quarter.

A ideia é categorizar os elementos de acordo com a prioridade (o que precisa ser feito agora, o que deve ser feito em seguida e o que pode ser feito mis tarde). O exemplo a seguir foi estruturado no Miro e mostra como fica a aparência do roadmap após organizadas as informações.

exemplo de roadmap de produto preenchido
Imagem retirada do artigo “O que eu aprendi construindo meu primeiro roadmap de produto”

Para você se inspirar ainda mais e começar a fazer o seu roadmap, já há algum tempo tomamos a iniciativa de compartilhar um modelo de roadmap público da PM3, que mostra como organizamos os nossos lançamentos em Kanban na ferramenta Notion. 

Você também pode consultar o nosso roadmap público mais atual aqui.

Confira também o template de roadmap de produto que desenvolvemos em uma das edições do Grupo de Estudos da Comunidade PM3:

exemplo template roadmap de produto

Acesse o arquivo editável aqui.

Recapitulando

Concluindo, vale reforçar que o roadmap é uma ferramenta de comunicação e alinhamento, que deve estar conectada com a estratégia da empresa e que pode sofrer alterações sempre que for necessário, conforme as validações forem sendo feitas junto aos usuários. 

Além do roadmap, existem diversos outros frameworks úteis que podem te ajudar a potencializar os seus resultados em Produto. 

Pensando nisso, montamos um material gratuito completo com os principais frameworks estratégicos para PMs. Para ter acesso, é só baixar o material clicando no banner abaixo:

Leia também:

Autoria de:

Você também pode gostar de ler