Quer entrar na área de produto mas não tem experiência? Crie um projeto paralelo

Por Marcell Almeida.

Foi por causa disso que consegui meu primeiro emprego em São Paulo numa startup

Vejo muitas reclamações sobre o mercado estar exigente com a experiência dos profissionais que querem iniciar na área de Produto. Honestamente o mercado está certo — não é nada fácil ser um Product Manager e exige muita habilidade e entendimento de estratégia e da área técnica. Se falta experiência no seu currículo faça do limão uma limonada (com Gin) e inicie seu projeto paralelo! Além de se divertir você vai desenvolver habilidades e terá muito para compartilhar nas suas entrevistas.

Vejo algumas pessoas querendo fazer cursos, aprender linguagem de programação e coisas do tipo. Embora não haja nada de errado nisso (pelo contrário, super recomendo!), acredito que tirar do zero um projeto é muito mais eficaz pois você aprenderá como funcionam as linguagens de programação e ao mesmo tempo terá que ser o Product Manager para conseguir priorizar e definir o próximo passo do seu produto — além de ter que passar pelo desafio de Discovery, Solution Fit e Market fit. Inclusive o curso da PM3 ajuda bastante os alunos com estes conceitos.

Quando eu entrei no Easy Táxi (meu primeiro emprego na Grande São Paulo) eu perguntei porque haviam optado por mim, então descobri que tinha sido por causa dos meus vários projetos paralelos — alguns que deram certo e outros nem tanto. 

A verdade é que como um Product Manager o que você menos vai fazer é colocar a mão no código. Mas ter a habilidade de colocar a mão na massa vai facilitar muito a sua "fluência" na hora de comunicar com desenvolvedores e ter um senso melhor de priorização. Além disso você poderá exercitar habilidades que são essenciais para um bom Product Manager — criação de um roadmap, entender a dor do usuário e necessidade do mercado, ver o potencial de ganho do produto/funcionalidade nova, definir seu público alvo etc. 

"Aaaah, Marcell… Mas eu não sei qual ideia escolher." 

Deixa eu tentar te ajudar!

Qual o propósito do projeto? O "porquê" da criação desse projeto é muito importante — e é uma das tarefas mais importante na concepção de um produto no qual a maioria dos PMs vai ter que fazer ao longo de sua carreira. Se você escolher o projeto errado — digamos que seja muito complicado — você provavelmente perderá motivação e o projeto ficará estagnado. O mesmo vale para um projeto que você não tenha paixão. Um projeto paralelo simples e concluído vale mais que mil projetos complicados e nunca terminados.

Algumas dicas sobre criar projeto paralelo:

1. Encontre uma dor:

Ela pode ser uma dor sua ou de amigos e conhecidos. Exemplo, no Product Camp e Product Stars existia uma grande dor para administrar as perguntas que os participantes queriam fazer para os palestrantes —  e por isso criei o OneAsk com outras duas pessoas como projeto paralelo.

2. Você não precisa fazer um projeto paralelo sozinho(a).

No caso do OneAsk somos três pessoas e um deles é desenvolvedor.

3. Você não precisa ganhar dinheiro com seu novo projeto.

E por isso o OneAsk é (pelo menos por enquanto) 100% gratuito.

4. Trate seu projeto como uma mini startup.

Crie a parte financeira, crie um racional de priorização, faça Product Discovery, tenha usuários para beta testers, tenha um sistema bacana para facilitar análises (no OneAsk usamos o Metabase)

5. Aprenda durante o processo

Tudo que você tiver aprendendo, seja mais técnico ou mais business, tente aprender com um propósito em mente.

Propósito na hora de estudar

A verdade é que o tempo gasto em cursos (seja online ou não) vai ser 10x mais valioso se você tiver em mente quais habilidades são chaves para o seu projeto avançar mais rápido. E, honestamente, nesse ponto o Curso de Product Management e o outro de Product Discovery da PM3 pode ser uma mão na roda.

Por exemplo, se você iniciou um projeto paralelo, você invariavelmente vai precisar de algumas coisas:

  • Ter um público alvo bem definido
  • Ter um problema ou oportunidade definido
  • Saber o canal de aquisição
  • Ter um nome, site e propósito que converse com sua audiência
  • Definir qual vai ser a stack técnica do seu projeto

Para definir isso e outras etapas críticas do seu projeto, recomendo estudar sobre o Lean Stack. Pode começar por esse vídeo.

Um ponto importante é que no começo você não precisa se preocupar em deixar o seu projeto super bonito e sem falhas. Lembre-se, o seu objetivo é descobrir como as coisas funcionam e quais habilidades você precisa para ser um Product Manager. Se você acabar gostando do seu projeto e quiser dar o próximo passo com ele, sempre será possível melhorar o design, a usabilidade e a aparência dele depois.

Não vai ser fácil

A verdade é que você tem mais chances de falhar com seu projeto do que qualquer outra coisa — mas lembre-se, você está fazendo isso para aprender e/ou melhorar seu currículo! Confesso que eu acho um grande diferencial quando vejo Product Managers com projetos paralelos que tenham alguns usuários, e não me importo se é um sucesso ou não. Sempre gosto de ouvir as histórias para entender se a pessoa tem um bom racional de porque as coisas não deram tão certo — aprender com seus erros é uma virtude.

No curso de Product Management da PM3, além de ensinarmos muita coisa prática para um Product Manager, nós também ensinamos coisas essenciais para um projeto paralelo novo como:

  • Product Market Fit
  • Estratégia de produto
  • Product Discovery 
  • Análise de dados

Se você quer se tornar um Gerente de Produto, provavelmente você tem muitas ideias diferentes, portanto, tirar algo do papel não deve ser difícil.

Lembre-se de não escolher algo muito complicado que exija conhecimentos avançados de programação, uma quantidade excessiva de tempo, etc. Você deve escolher algo que tenha uma alta probabilidade de terminar. E a verdade é que não importa se a sua ideia já tem solução no mercado, apenas tire ela do papel e aprenda com isso. Pode ser um simples aplicativo de lista de afazeres, um bloco de notas, um chat estilo Telegram ou até mesmo um podcast — desde que você trate todos eles como um produto que exija uma visão estratégica de produto.

Sendo bem transparente, embarcar em um projeto paralelo gera uma boa quantidade de trabalho e, naturalmente, exige muito tempo. Eu costumo trabalhar quase todos os dias após o meu emprego CLT e sempre em todos os finais de semana — esse texto, por exemplo, foi escrito no domingo às 15h45. 

Apesar do esforço que esses projetos podem exigir, ter pelo menos um é uma maneira super poderosa de aprender os principais conceitos técnicos e estratégicos que qualquer PMs precisa desenvolver. Eventualmente a sua confiança em discutir bancos de dados, estratégia, e eventualmente arquitetura do software (se você for tiver a coragem de meter a mão em código), vai aumentar. Basta começar e não desistir — defina metas mensais ou trimestrais como todo bom PM — eu garanto que você não se arrependerá.

PS: Se você tiver fazendo um projeto paralelo ou 100% dedicado com sua startup me mande uma mensagem na comunidade da PM3 ou Linkedin. Vamos marcar um café ou call!

Bônus track

A nossa PM3 Lives #13 foi uma AMA (Ask Me Anything) sobre Produto, no qual dois co-fundadores da PM3 (Dan Printes e Marcell Almeida) tiraram dúvidas ao vivo de quem tanto quer entrar como quem já trabalha na área. Vale assistir! 

Mais conteúdos para te ajudar a ser um(a) PM melhor:
Ver todos os conteúdos do blog

Torne-se um(a) Product Manager completo(a)!

Aprenda com os melhores profissionais do mercado neste curso totalmente online com mais de 40 horas de conteúdo. 24/7, aonde e quando quiser!

QUERO
Close