14 de julho de 2022

Brainstorming: o que é, como funciona e como organizar

Você provavelmente já deve ter ouvido falar em brainstorming, principalmente se trabalha ou já trabalhou com marketing ou publicidade. Também conhecida como tempestade de ideias, essa ferramenta é bastante utilizada pelos profissionais de Produto como uma metodologia para abordar problemas a partir de diferentes perspectivas. Ou seja, a proposta é que várias pessoas de um time ajudem a criar algo, contribuindo com suas ideias.

Se você quer saber mais sobre esse tema, vale continuar por aqui. Neste artigo vamos abordar:

  • O que é brainstorming;
  • Brainstorming no dia a dia de Produto;
  • Benefícios da dinâmica;
  • Técnicas e dicas para quando for aplicar.

Acompanhe!

O que é brainstorming

Brainstorming é a prática de ter ideias sem filtro para resolver problemas e encontrar soluções de forma criativa. O objetivo da técnica é levantar várias possibilidades em um primeiro momento, para só depois partir para a fase de seleção e teste das ideias.

Esse levantamento é feito em uma reunião com o time, que compartilha os insights entre si, a partir da perspectiva de cada participante, ampliando o horizonte de todos. Nesse primeiro momento, o foco deve estar na quantidade de ideias geradas e não necessariamente na qualidade delas.

A partir dessa técnica, o time seleciona as melhores ideias e trabalha sobre elas em busca da solução para um determinado problema, traçando estratégias mais elaboradas. Nessa etapa posterior, a equipe deve verificar a viabilidade da ideia e os benefícios de colocá-la em prática.

Além disso, o brainstorming pode ser estruturado ou não estruturado. No primeiro caso, o time tem um tempo pré-definido para levantar defender as ideias em rodadas. Já o segundo modelo é mais livre e não depende do tempo, de modo que as pessoas podem trazer ideias a qualquer momento durante a dinâmica. 

Um outro modelo é o do brainstorming oposto ou reverso, em que o time pensa como o problema a ser resolvido pode ficar ainda pior. O objetivo é identificar o que levaria a empresa a péssimos resultados, entendendo que o caminho oposto leva a resultados opostos, ou seja, bons resultados.

No dia a dia de trabalho, os profissionais também podem colocar a técnica de brainstorming em prática individualmente, para resolver problemas que aparecerem e que exijam soluções criativas, principalmente se estiverem enfrentando bloqueios na hora de pensar em saídas. 

A metodologia foi criado pelo publicitário Alex Osborn, que popularizou o termo em seus livros, como “How to Think Up“, de 1942, e “Applied Imagination“, de 1953.

E como essa dinâmica é utilizada pelos times de Produto para encontrar soluções criativas? É o que você vai descobrir agora!

Brainstorming no dia a dia de Produto

No dia a dia de produto, o brainstorming é uma prática bastante eficiente, já que os times estão constantemente lidando com problemas e buscando soluções criativas para resolvê-los. 

O brainstorming é um antigo conhecido de Product Designers e é uma técnica amplamente utilizada no processo de Product Discovery, no qual o time deve levantar hipóteses para resolver um problema ou uma dor do usuário. Nesse caso, o brainstorming pode ser utilizado durante a fase de ideação para fazer um levantamento prévio de hipóteses que depois serão escolhidas e refinadas para serem testadas, o que cria um banco de ideias para o time.

A metodologia pode ser utilizada, por exemplo, para discutir a criação de um novo produto ou a mudança de posicionamento de uma solução no mercado, para entender os possíveis impactos dessas estratégias. 

Ela também pode ajudar na Análise SWOT que, embora siga uma estrutura e exija algumas definições, também passa pelo fluxo livre de ideias na hora de mapear fatores internos/externos e encontrar as forças/fraquezas da empresa. Durante a sessão de brainstorming, as pessoas vão falando sua percepção sobre esses elementos e, depois, o time decide sobre no que quer focar. 

Ainda pensando no dia a dia de Produto, a ferramenta também contribui para a definição de OKRs, uma vez que pode ser usada para levantar algumas possibilidades de objetivos e direcionar o time em relação ao que se espera do produto desenvolvido. 

Benefícios da dinâmica

Agora que você já entendeu o que é brainstorming e como ele pode ser utilizado pelas equipes de Produto, separamos mais 3 benefícios dessa técnica para você conhecer. Vem ver!

Estimular a criatividade

Uma das principais vantagens e consequências do brainstorming é o estímulo à criatividade, uma vez que as pessoas participantes da sessão precisam deixar fluir suas ideias, estimulando o pensamento. Isso também pode contribuir para desenvolver o pensamento ágil e otimizar a produtividade do time, que se acostuma a ter a criatividade como aliada na resolução dos desafios enfrentados. 

Uma vez que a dinâmica parte do pressuposto de que as ideias devem ser levantadas sem qualquer tipo de filtro, o método é um poderoso aliado para destravar bloqueios criativos, por exemplo. 

Alinhar o time

Outro importante benefício da tempestade de ideias é alinhar o time, impulsionando a colaboração, a integração entre os profissionais e o trabalho em equipe. Além disso, as pessoas podem se sentir mais valorizadas, por terem suas ideias ouvidas sem julgamento durante a prática de brainstorming.

A dinâmica estimula o crescimento do time em conjunto, já que todos focam em resolver um mesmo problema, abordando a questão a partir de diferentes pontos de vista. Isso pode, inclusive, ampliar os horizontes de cada profissional, uma vez que cada pessoa entra em contato com pontos de vista diferentes dos seus. 

Se forem conduzidas adequadamente, as sessões de brainstorming também podem contribuir para criar um ambiente de confiança entre as pessoas, que ficam mais dispostas a contribuir para a solução de um problema, por se sentirem acolhidas em um grupo.

Encontrar as melhores soluções

Você com certeza já ouviu o ditado “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Esse é um dos princípios do brainstorming, afinal, a prática propõe que várias pessoas pensem em conjunto e ao mesmo tempo sobre um determinado problema. 

Portanto, uma das vantagens desse método é encontrar as melhores soluções e as saídas mais apropriadas para o problema, o que otimiza e agiliza o processo de tomada de decisões.

Com um time diversificado participando da sessão de tempestade de ideias, muitos insights podem surgir, inclusive, da combinação entre propostas de diferentes pessoas. Por isso, por mais que o brainstorming possa ser uma técnica aplicada individualmente, é recomendado que os times utilizem essa abordagem para pensar de maneira criativa. 

Frameworks e técnicas para utilizar no brainstorming 

Embora os modelos de brainstorming possam variar muito de empresa para empresa e de time para time, quando pensando no universo de Produto, ferramentas específicas podem ajudar os times a chegar nas melhores soluções. Confira algumas delas a seguir!

Mapa de empatia

O mapa de empatia ajuda o time a se colocar no lugar dos usuários e pensar com a cabeça deles para pensar em soluções mais criativas e alinhadas com as necessidades desses clientes. Essa ferramenta traz as ideias, pensamentos e dores dos usuários para que o time possa assumir a perspectiva dessas pessoas na hora de desenvolver o produto. 

Além disso, esse framework ajuda na construção das personas (um perfil do seu cliente, criado com base em informações reais do usuário) e no entendimento das dores do usuário, elementos que ajudam o time a ter ideias melhores na hora de realizar o brainstorming. Assim, durante a dinâmica, o time pode se colocar no lugar dos usuários para pensar em soluções mais eficientes para eles. 

Mapa da jornada do usuário

O mapa da jornada do usuário é uma ferramenta visual que mostra os pontos de contato das pessoas com a solução e a trajetória percorrida pelo usuário no seu produto. Com essa visualização, o time tem mais clareza sobre os desafios e as necessidades dos clientes, o que facilita o levantamento de ideias para determinados momentos da jornada. 

Assim, a equipe pode pensar em funcionalidades específicas para as diferentes etapas, além de identificar gargalos e pontos de melhoria na jornada. Aliada ao mapa de empatia, essa ferramenta ajuda o time a ter uma visão mais completa sobre as dores e necessidades dos usuários, o que é fundamental durante uma sessão de brainstorming.

Mind mapping

O mind mapping é um recurso visual eficiente para a prática de brainstorming. Nesse caso, o time deve partir de algumas palavras (que estejam relacionadas ao problema a ser resolvido) para começar a levantar ideias considerando esses conceitos.  

A partir disso, as pessoas fazem suas sugestões, que devem se conectar a, pelo menos, uma dessas palavras, criando um grande mapa mental, com várias ideias conectadas. 

Quadro e post-its

O uso de quadros e post-its é uma das técnicas mais utilizadas pelas equipes ao realizar uma sessão de brainstorming. Trata-se de um recurso gráfico que ajuda na visualização das ideias apresentadas e que podem ser retomadas na hora das definições de estratégia.

Por isso, é fundamental anotar todas as ideias que surgirem durante a sessão para não perder nada importante. Nesse sentido, os post-its colados em um quadro ajudam o time a visualizar tudo que foi discutido.

Se o brainstorming for realizado online, a equipe pode utilizar ferramentas como o Miro, o MindMeister e o Trello para apresentar as ideias. Esses sistemas também são eficientes para criar os mapas mentais utilizados durante a dinâmica. 

Teleporte

O teleporte é uma metodologia a partir da qual as pessoas da equipe devem pensar no problema a ser resolvido, considerando diferentes cenários. Com essa abordagem, as pessoas devem pensar em lugares ou condições diferentes para resolver a questão.

No começo, esse pode não ser um exercício muito fácil, porque o time deve ser bem criativo nas proposições. Mas, com o tempo, as pessoas se acostumam a levantar ideias mais “fora da caixa” a partir dessa metodologia e o processo flui melhor ao longo das sessões de brainstorming.

Passo a passo para organizar um brainstorming produtivo

Chegou a hora de entender como você pode colocar o brainstorming em prática na sua empresa e ter ideias mais produtivas!

1. Defina alguém para coordenar o processo

Mesmo que o brainstorming parta do pressuposto de que todos devem colaborar com suas próprias ideias, é importante ter uma pessoa coordenando a sessão, para evitar que o time perca o foco. Normalmente, esse papel é desempenhado pela pessoa Product Manager

Quem coordenar a sessão deve manter a organização do processo, garantindo a participação de todas as pessoas envolvidas e evitando conversas paralelas e discussões que tirem o foco do brainstorming.

2. Tenha um objetivo

Embora o julgamento não deva ser feito em relação às ideias, o foco da técnica deve ser mantido. Isso significa que os participantes, ao levantar as ideias, precisam ter um objetivo em mente e e esse objetivo é definido previamente, antes da reunião. 

Que problema o time está tentando resolver e quais benefícios essa solução trará para a empresa, para a equipe e para os usuários? Qual é a persona considerada? É fundamental que todas as pessoas que participarem do brainstorming de ideias tenham essas respostas vivas em mente para conseguirem atingir melhores resultados durante a prática. 

3. Comunique ao time

Embora uma das características das sessões de brainstorming seja o fluxo livre de ideias, isso não quer dizer que os participantes devam ir despreparados para a sala. 

Pelo contrário, o ideal é avisar as pessoas com antecedência sobre a realização do brainstorming e os objetivos da prática. Assim, elas podem realizar pesquisar e levantar dados relevantes para contribuir ainda mais durante a sessão. 

4. Anote tudo o que for levantado

Durante a sessão de brainstorming, muitas ideias serão colocadas na mesa e, para garantir que nada seja desperdiçado, é importante anotar as ideias levantadas, mesmo que elas não sejam utilizadas depois. 

É possível, por exemplo, tirar uma foto do quadro com post-its depois que todos contribuírem com suas ideias, para armazená-las e voltar a elas quando necessário. No caso das ferramentas de trabalho remoto que mencionamos antes, esse processo é ainda mais prático.

5. Avalie as vantagens e desvantagens de cada ideia

Durante a prática do brainstorming, mesmo que o time fique estimulado com uma ideia em um primeiro momento, é importante buscar, além dos benefícios da ideia, os motivos para ela não funcionar na prática, os obstáculos que podem ser encontrados no processo de execução e as desvantagens da ideia. Também é interessante pensar por que o usuário iria engajar na solução ou por que não iria engajar. Esse processo vai ajudar na escolha e no refinamento da ideia. 

Depois que todos esses pontos forem avaliados, o time pode votar na ideia que considera mais apropriada para resolver o problema em questão, priorizar tarefas e criar um plano de ação para colocar a ideia em prática, avaliando os seus resultados.

Além disso, o ideal é que a equipe combine insights trazidos por diferentes pessoas para uma solução ainda melhor.

Dicas para ter resultados ainda melhores da dinâmica

Selecionamos mais algumas dicas para você aplicar quando for realizar uma sessão de brainstorming. Com elas, as chances de você obter bons resultados são ainda maiores!

Não julgue

Um dos princípios do brainstorming é ter ideias de maneira livre e espontânea. Por isso, nesse primeiro momento, é importante não julgar as próprias ideias e nem a dos outros. 

Os PMs que conduzem a reunião devem deixar isso bem claro, para estimular os participantes a falarem sem filtro e sem medo, mesmo que considerem as ideias ruins ou pouco relevantes. Muitas vezes, uma ideia elaborada pode surgir de um insight que não parece ser muito bom a princípio. 

Estimule a participação das pessoas

Durante as sessões de brainstorming, algumas pessoas podem se sentir mais a vontade expondo suas ideias, enquanto outras podem se sentir mais desconfortáveis e ficarem quietas durante a dinâmica. 

Por isso, é importante que os PMs estimulem a participação de todos, criando um ambiente de confiança para que as pessoas sintam que podem expor seus pensamentos de maneira fluida. 

Uma forma de estimular a participação de todos é separar um tempo da sessão para que as pessoas escrevam suas ideias em um papel ou em post-its e compartilhem seus insights quando o tempo terminar.

Monte um time multidisciplinar

Uma das vantagens do método brainstorming é abordar problemas de forma criativa, expandindo as perspectivas. Por isso, para ter uma sessão de brainstorming eficiente, uma dica é montar um time multidisciplinar, com pessoas que tenham pontos de vista diferentes para levantar mais ideias e encontrar as melhores soluções. 

Conheça outros frameworks úteis


Como vimos, o brainstorming também pode ser muito útil para times de Produto. Mas como Product Manager, você também pode utilizar e adaptar diversos outros recursos interessantes para facilitar o seu dia a dia na área. Acesse gratuitamente o nosso Guia de Frameworks para Product Managers e saiba quais são eles!

Brainstorming: o que é, como funciona e como organizar

Leia também:

Autoria de:

Você também pode gostar de ler