Qual é o escopo do(a) gerente de produto?

product management Nov 04, 2020

Por Amanda Farias

Vamos falar sobre um assunto polêmico! As pessoas costumam ter muitas dúvidas sobre o papel do Product Manager e suas atribuições - já até falamos aqui no blog da PM3 que o mercado está usando o product management de forma errada - mas a confusão começa entre o escopo do Business Analyst, Product Owner e do Product Manager: você sabe a diferença entre os três? 

Fonte: BA, PO e PM - Joca Torres

 

O PM é a soma das atividades do BA e do PO - essa é a evolução na carreira de produto. Porém, não é uma regra ter todos esses papéis. Muitas empresas possuem somente o PO (que também faz papel de PM) ou somente o PM, que fica responsável por toda essa jornada, desde a parte da estratégia de produto, roadmap do produto, Product Discovery, priorização, documentação, histórias e acompanhamento de delivery. Isso é muito comum, principalmente em startups. Por mais que uma pessoa esteja iniciando em uma carreira de produto, é muito bom que ela tenha um mindset voltado para negócio, com foco em gerar resultados, resolvendo problemas e agregando valor para o cliente final.

 

Segundo Marty Cagan, não deveriam existir PO’s. O ideal é que as empresas tenham PM’s que também são PO’s.

Essa frase assustou muitos Product Owners durante uma palestra de Cagan no Tera Product Talks. O que ele quis dizer é que isso acontece com frequência tanto no Brasil quanto no Vale do Silício. Muitas pessoas fazem um curso curto de Product Owner e saem de lá apenas sabendo sobre o Scrum, o que é muito importante, mas não é o suficiente para a alta responsabilidade desse papel. 

As principais características de um bom gestor de produtos são: ter uma excelente comunicação, saber resolver conflitos, ter empatia com as pessoas do seu time e clientes, gostar de resolver os problemas e ter uma boa capacidade para analisar dados. Resumindo, um empreendedor!

 




Fonte: Product Manager Framework

 

A importância da autonomia

No final das contas, o Gerente de Produtos é um cargo de confiança, sendo necessário que essa pessoa possa tomar decisões sobre o produto. Se a sua empresa exige a aprovação de um comitê executivo para decidir algo, está na hora de rever (ou implementar) uma cultura de produtos.

 

Product Managers não gerenciam pessoas

Somos líderes por influência, fazemos a gestão do produto e não de pessoas. Pensando em hierarquia, quem faz a gestão de pessoas são os Group Product Managers, ou Head de Produtos, que podem gerenciar PM’s e afins.

Uma coisa bacana que você pode adotar na sua empresa é fazer 1:1 com outros PM’s e pessoas do squad (UX, Devs, QA) para trocar experiências. Conversar é importante, isso aumenta muito a confiança e liberdade para expor seus pensamentos e dificuldades. Pode ter certeza de que essa troca é muito rica e vai agregar valor.

Afinal, qual é o escopo do(a) gerente de produto?

  • Definir bem a visão do produto, que pode ser através de um product vision board, onde colocamos a visão do produto, necessidades e quais problemas resolvemos, para quem (cliente), quais são as hipóteses e alavancas de negócio.

  • Priorizar o que vai ser importante para o negócio e o que vai trazer retorno no investimento. Entender quais alavancas, OKR e KPI serão impactados. Geralmente as pessoas utilizam roadmaps de Produto para dar essa visibilidade.
  • Se basear em dados para tomada de decisão, conhecer as métricas de Produto que fazem a diferença no final do dia - não use métricas de vaidade, a longo prazo isso não trará bons resultados na sua empresa.
  • Ter empatia, amar conversar com seus clientes e entender as necessidades deles. O Product Manager é o porta-voz dessa pessoa, portanto, manter a proximidade é fundamental. Aprender a ouvir é mais importante do que enviesar o usuário. Deixe ele desabafar, estruture boas perguntas para sua pesquisa ser produtiva e aprenda com os feedbacks.

  • Ter curiosidade e pesquisar a fundo sobre o negócio, fazer benchmarks com frequência e acompanhar as novidades do mercado que está inserido.
  • Negociar com áreas de negócio e time técnico. É importante saber setar expectativas para não se frustrar em relação aos prazos.
  • Todo dia é dia de Product Discovery, acostume-se com essa rotina de investigar as coisas.
  • Gerenciar o tempo para não ficar presa(o) em reuniões o dia todo. Minha dica é separar horários para as suas atividades.
  • Acompanhar o Delivery junto ao squad e efetuar testes para validar o que foi entregue. 
  • Acompanhar os dados para entender se a solução criada foi efetiva, entendendo se sua hipótese inicial deu certo e se fez sentido para o negócio. Outra dica é aprender a utilizar o SQL, isso vai te ajudar muito.
  • Ser evangelizador sobre a cultura de produtos na sua empresa. Mostre a importância sobre os processos e cerimônias.
  • Ser desapegado nas soluções iniciais, porque tudo pode mudar, a evolução é constante e o produto é incremental.

É corrido, né? Mas ver o resultado no final é muito gratificante. A rotina de um gestor de produtos muitas vezes é não ter uma rotina muito bem estabelecida.

 

Hard skills e o que eles significam



Soft skills e o que eles significam


Fonte: Hard and Soft Skills for PM’s

 

Quer ter uma imersão no universo de Product Management e aprender com 17 líderes em Produtos Digitais no Brasil e exterior? Então baixe a ementa do curso de Product Management da PM3! Com ele você vai aprender as melhores práticas usadas em empresas como OLX Brasil, ContaAzul, Booking.com, Nubank, iFood e muitas outras grandes do setor. Eleve a barra em Produto e aprenda com um time de peso de instrutores, na empresa referência na educação em Produto no país.

Mais conteúdos para te ajudar a ser um(a) PM melhor:

 

Ver todos os conteúdos do blog

Seja especiaista em Produto!

Faça como os mais de 3.000 alumni. Estude nos cursos que são referência na educação em Product Management no país e eleve a barra em Produto!

Close